||O Autor||

Sou Alexandre Alves Porfirio Vieira, autor do Blog . Apesar de já ter feito alguns ensaios antes, me considero vestibulando de medicina desde 2014, ano em que entrei de cabeça nos estudos e iniciei o cursinho. Atualmente estudo sozinho para passar no vestibular.
20180724_234202
Até breve 😘 ❤

Anúncios

46 comentários em “||O Autor||

  1. Eu simplesmente adorei seu blog! Sou vestibulanda de engenharia civil (curso “quase” tão concorrido quanto o seu) e de certa forma consigo me ver em algumas de suas experiências.
    Este mês passei pela reprovação nos dois vestibulares nos quais eu mais queria, e seu blog tem sido muito util na minha “reabilitação” para o ano que vem.
    Digamos que seu blog se tornou um exemplo pra mim, e estou tão forte agora que pretendo estudar para engenharia em 2015 como se estivesse prestando medicina rsrs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito obrigado Amanda Ribeiro, fico extremamente contente quando alguém é ajudado pelo Blog!! Esse foi meu intuito e será até o dia da minha aprovação e após ela; você vai conseguir alcançar seu objetivo, quando vier qualquer desânimo, simplesmente, pense no dia em que você terá a maior surpresa da sua vida, apesar de saber que você irá passar, ver seu nome na lista de aprovados no curso que você quer e na universidade dos seus sonhos não tem preço! Essa é uma etapa dolorosa para nós, mas pode ter certeza, terá impactos positivos na nossa maneira de lidar com as adversidades que virão! Prepare-se, a vida acadêmica será difícil, mas você saberá lidar com ela, você tem persistência, esse é o único passaporte para a vitória e para o sucesso pessoal, você ainda passará esses valores para outras pessoas que terão você como espelho!! Torço pela sua vitória, vai com força e com fé, ano que vem você estará vibrando e dando seu depoimento para outras pessoas lutarem pelos sonhos, lutarem pela vida! Muito obrigado pelo seu depoimento, é por isso que eu não perco as esperanças em escrever, porque sei que existirão pessoas realmente determinadas à contaminar o mundo com amor pela profissão. Precisamos disso, de profissionais apaixonados, independente de qual área, mas todos têm uma relevância de impacto no mundo. Boa sorte na sua trajetória!!

      Curtir

  2. Oi Alexandre, também sou vestibulanda de medicina, indo pro segundo ano de cursinho… Adorei o blog!!! Muito obrigada por toda a ajuda disponibilizada… Que 2015 seja o ano da nossa aprovação! Vou acompanhar sempre que puder! Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Isabella, fico extremamente lisonjeado por você ter gostado! Pode ter certeza, em 2015, teremos muito progresso; acredito que estamos bem próximos disso, esse ano farei meu máximo para conseguir minha aprovação no curso dos meus sonhos e na universidade em que tenho meus desejos ligados à ela, uma missão de vida chamada: USP!
      Que tudo dê certo em nossos planos, muito sucesso, sempre postarei muitas coisas ao longo do ano que nos motivem a continuar, dia pós dia, sem temer nada!! Beijos.

      Curtir

  3. Bom dia brother! Comecei a acompanhar seu blog hoje ! haha mas já me identifiquei bastante, vou entrar sempre que puder.

    Tenho uma planilha que lista todas (ou quase todas) as faculdades de medicina do Brasil, bem como suas últimas notas de corte (SiSU/Enem), cidade, estado, etc. Criei com o intuito de me ajudar com a organização das faculdades que pretendo entrar, mas acho que pode servir pra outros vestibulandos de medicina com alguma escolha futura também. Caso interesse ver a planilha e divulgá-la no seu blog, me mande um e-mail.

    Abraços e boa sorte !

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Luciana, já tive os mesmos problemas que você tem! Às vezes parece bobagem, mas é importante seguir essa recomendação. Você pode perceber suas dificuldades em cálculos isolados, mas se isso não acontecer você deve seguir os seguintes passos:
      Domine matemática básica:
      Cálculos básicos (Adição, Subtração, Divisão, Muitiplicação) se houver alguma defasagem nisso, veja a teoria.
      Operação com inteiros [Regra de sinais, regra de quem vem primeiro (multiplicação, parênteses, Soma, Divisão, etc)]
      Frações (Soma, Multiplicação, Divisão, Subtração), MMC e MDC, Porcentagem e decimais.
      Potênciação, Radiciação, Racionalização, Expressões variadas (misturando as regras vistas), Equações do Primeiro Grau, Equações do 2º Grau, Fatoração, Sistemas de Equação, Conjuntos, Relação Binária, Função Polinomial, Função Composta, Regra de três.

      Após você ter CERTEZA ABSOLUTA, depois de muitos exercícios resolvidos dessa base IMPORTANTÍSSIMA, acertando e sem dúvidas, você passa para próxima fase, conseguirá fazer sem problema algum, pois essa base é o que vai levar seu conhecimento de matemática, não adianta avançar sem compreender isso!! A próxima fase já entram outros conhecimentos, Álgebra avançada, Geometria e Trigonometria, Matemática Financeira, etc.

      Em Física, você precisa ter paciência, pois muitos dos problemas são matemáticos, depois dessa base, Física ficará mais fácil, apegue-se à teoria, pois em Física ajuda bastante, depois disso, você conseguirá compreender melhor essa linguagem matemática e estudar ficará mais divertido, imprima várias listas de exercícios de matemática básica, elas ajudam muito, vê se você consegue alguma apostila de cursinho de matemática, a do Objetivo é maravilhosa!! Beijos, bons estudos!! Não se esqueça, os problemas de agora, são reflexos de uma base que não foi trabalhada adequadamente, quando você forçar, verá que terá facilidade em várias coisas e ampliará sua visão. PRIMEIRO PASSO DE TUDO!! DIGA QUE VOCÊ AMA MATEMÁTICA E JAMAIS REPITA QUE NÃO A ENTENDE!! (Risos)
      Bons estudos!!
      Qualquer coisa, me adiciona no Facebook que está no texto e manda uma mensagem pra mim ´se identificando… rs Beijos

      Curtir

  4. Oi Alexandre, me chamo Eduardo e achei o teu blog por acaso enquanto procurava alguns livros na internet. Estou terminando a faculdade de medicina (me formo em um mês) e venho aqui te parabenizar pela iniciativa. Espero, de coração, que tu consigas atingir o teu objetivo. Acho que as tuas dicas são muito boas e efetivas. Sempre fui preguiçoso no colégio e nunca tirei grandes notas durante a minha vida escolar. Esse meu descompromisso com os estudos me atrapalhou quando tive que estudar pro vestibular. Eu era MUITO ruim (tipo péssimo mesmo) em português, redação e literatura. Com muito estudo eu consegui passar numa universidade federal e hoje vislumbro um futuro promissor para mim. Basicamente o que eu fiz foi ser sincero comigo mesmo. Sentei na cadeira e estudei. Eu me enganava fazendo cursinho e saindo na balada, fazendo mil esportes e coisas que mais tomavam o meu tempo do que me ajudavam. No ano em que passei só fiz 3 coisas: estudei, namorei e ia na academia 1h por dia. A minha namorada fazia cursinho comigo, era da mesma sala e queria passar em medicina também, então tudo ajudou nesse quesito. Na academia eu ia no último horário porque dai eu só poderia ficar uma hora lá. E eu estudei muito, cara. Estudei principalmente o que eu não sabia. Principalmente aquilo que eu mais errava e mais odiava. E no final a gente até acaba gostando; aprendi sozinho que a gente só não gosta daquilo que não sabe. Aquele foi o ano da minha vida. Espero que este seja o teu. Estou certo que tu tens toda a maturidade pra levar a carga de estudos da faculdade numa boa (sim, estão falando a verdade quando te dizem que na faculdade tu vai estudar muito mais que no cursinho). Finalizo esse comentário com uma coisa que eu aprendi na faculdade, o maior ensinamento que eu tive até hoje, e não foi de nenhum médico ou professor. Há dois anos eu estava fazendo um plantão no dia 31 de dezembro, na ala da emergência psiquiátrica do hospital escola em que eu estudo, e atendi uma paciente que havia tentado cometer suicídio. Já havia atendido 2 pacientes nas consultas anteriores na mesma situação. Mas essa foi diferente, pois a família inteira da paciente foi ao hospital quando ficou sabendo do ocorrido. Entraram todos no consultório para ver a paciente. Estávamos todos em pé, eu, a família, a médica chefe do serviço, e a paciente estava sentada, como centro das atenções de todos. Foi então que o pai da família olhou para mim e perguntou se eu sabia qual era o órgão mais importante do corpo humano. Eu até pensei numa resposta cientificamente plausível, mas deixei aquele senhor prosseguir e respondi que não sabia. Ele então falou para mim que o órgão mais importante do nosso corpo é ombro e justificou dizendo que é nele que as outras pessoas se apoiam quando precisam de ajuda. Ele então olhou para a filha e disse que todos estavam ali naquele momento oferecendo o ombro para elas.
    Acho que com esse blog tu também ofereceu o teu ombro para muita gente. Parabéns e bons estudos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Eduardo. Fiquei extremamente agradecido pelo seu comentário, fico contente de ter te tocado de alguma forma com as palavras que aqui estão inseridas, especialmente por você já estar prestes a se formar. Tenho certeza que você será um profissional (já está sendo) maravilhoso! Realmente, o intuito do Blog era confortar e oferecer um ombro aos que tanto precisam nesse momento crucial, eu vejo a Medicina como uma missão, não apenas de ganhos individuais, mas coletivos, onde aqueles que nos ajudaram de alguma forma para chegarmos nesse objetivo (pessoas que nos apoiaram emocionalmente, professores, amigos) devem ter seu apoio cultivado, e nós que em algum momento tivemos esse apoio devemos semear isso para além da Medicina, para todos que pudermos dar essa mínima ajuda. Eu comecei o Blog como uma forma de desabafar, é triste você ter tantos problemas, passar por essa fase difícil e não ter à quem compartilhar ou ninguém que passe por isso para te compreender, não é sempre que estamos contentes com nossos desempenhos, eu vi nisso a possibilidade de criar uma corrente, ter mais pessoas como eu, nessa mesma fase para nos fortalecermos a cada dia, tenho alguns exemplos presenciais de pessoas que torço para atingirem suas metas. Apesar de não ter um exímio tempo, sempre procuro manter o contato com os membros do Blog, respondendo e criando postagens motivadoras e que contribuam para algo, não vejo nenhum outro Vestibulando como inimigo, temos um monstro para enfrentar todos os dias refletido em nosso próprio espelho. Quando vencemos ele ficamos contentes a cada dia, por superar alguém tão grande e que nos ensina tanto mesmo que “apanhando” bastante, as outras pessoas são nossas aliadas, as que buscam interação, como o caso que você contou, um exemplo lindo que trouxe um impacto e marco à sua vida. Com relação a matérias que são um estorvo, tenho problemas com Geografia (risos), estou superando isso, Matemática já venci, apanho muitas vezes, mas aprendi a lidar, ficou legal ver tudo isso como um desafio, depois disso não rejeito nenhum outro. O Vestibular nos ensina muito, mas a vida, é algo lindo e que sempre há de nos surpreender. Não há palavras para agradecer a grandiosidade do seu comentário, muito obrigado de coração, e continue com esse espírito, as pessoas precisam de você! Continuarei com minha missão, e quando concluí-la, permanecerei dando esperança para as pessoas. Elas merecem acreditar que podem ter o melhor que a vida pode lhes oferecer. Abraços.

      Curtir

  5. Oi Alexandre,

    Primeiramente adorei seu blog, me motivou muito a não desistir de tentar!
    Estou no primeiro ano de cursinho para prestar vestibular de medicina, sou ótima em matérias que não envolvam cálculos, memorizo facilmente textos e livros.
    Porém, sou terrível em matemática e física. Gostaria de saber como vc conseguiu “vencer” estas matérias? Pois não tenho nem motivação para estuda-las!!

    Obrigada

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Amanda R.
      O que eu indico é também o que eu fiz…
      Nunca fui motivado a estudar exatas, porém, no cursinho, aprendi a começar a entender essa matéria, e vi que muitas coisas se repetiam… O conceito avançado era fácil de pegar, mas eu tropeçava no que não dominava… (MATEMÁTICA BÁSICA)…
      A gente não gosta do que não consegue aprender, você só verá a importância da matemática quando dominar a base.
      Base mais importante:
      Operação com inteiros, regras de sinal, ordem de resolução de expressões, porcentagem e operação com decimais, fração, potenciação, radiciação e racionalização, equações do 1 e 2 grau, inequações do 1 e 2 grau, sistemas de equação, produtos notáveis (Fatoração), Relações binárias e função do 1 e 2 grau… Depois de você dominar isso, tudo o que vier será facilmente aprendido, isso incluí até logaritmos!!!
      Espero que ajude, confia em você e quebre os mitos de que matemática é difícil. Todos nós aprendemos ela da forma errada e não somos incentivados à desenvolver nosso conhecimento matemático.. Dominando isso, até a Física ficará fácil pra você! Beijos, batalhe e tire um tempo pra DOMINAR a matemática básica, senão, você só perderá tempo assistindo aulas avançadas e se desestimulando cada vez mais a não aprender a matemática! Ela é importante na Medicina, acredite! Dará tudo certo, sempre que pensar que está difícil, lembre que você antes nem tinha coragem de tentar, ou seja, evoluiu, se continuar a persistir, nada irá te parar!

      Curtir

  6. Alexandre,queria te parabenizar pelo blog! Sou 3 anista e,por essa razão,estou bastante aflita com a ideia de não passar em Medicina de primeira. Sei que isso está cada vez mais comum por ser o vestibular mais concorrido do país. Entretanto,a maior parte da minha família é médica e,inclusive,meu irmão já cursa Medicina e passou de primeira. Por essa razão tenho enfrentado uma pressão enorme para passar,sabe? Nesse exato momento estava estudando física elétrica (socorro!!!!! muito dificíl!) e fiquei totalmente desestimulada..odeio me sentir incapaz! Daí li seu blog e minha força de vontade voltou. Obrigada por poder passar essa força de vontade pra mim e para tantas outras pessoas. Te desejo muita sorte! Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito obrigado, Maria.
      É complicado essa pressão. Mas, não se compare com as outras pessoas, centre-se em você, e monitore-se para não se pegar em cobrança consigo mesma. Não somos de aço, precisamos sofrer e superar nossas dificuldades e pressões dia pós dia, você não vai mudar de repente, mas trabalhe isso. Quanto ao ser aprovada, nada é certo. Você pode passar esse ano, o próximo, não sei. A única certeza é que sua aprovação será consequência das suas superações ao longo da sua preparação. Não exija passar de primeira, dê-se um prazo, não significa que você levará todo ele pra passar, pode acontecer antes. Esqueça essa herança de família com Médicos, pense que você não é eles, tem seu tempo e seus limites. Não desanime nunca, elétrica já foi impossível pra mim, hoje eu amo essa parte da Física e resolvo com facilidade. Não sofra a ansiedade da pressão de passar de primeira, pois ela desencadeia nervosismo e poderá causar sua reprovação. Não se cobre tanto. Beijos, bons estudos!

      Curtir

  7. Alexandre, quero agradecer você por todas as suas dicas e textos motivacionais, acredito que o mundo precisa mais de pessoas como você, que sempre está ajudando o próximo.
    Saiba que torço muito para que você realize seu sonho e tenho a certeza que ele está o mais próximo possível. Com toda a sua dedicação você vai longe. Obrigada por tudo! Ah, aguardo ansiosamente um post seu sobre sua aprovação! Que Deus te abençoe e, como dizia Eleanor Roosevelt: “O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos”

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito obrigado, Jessica! Espero que esse ano tudo, finalmente, se realize. Estou calejado pelo tempo, mas não deixo minha esperança, fé e encantamento se apagarem nunca! Se Deus quiser tudo dará certo, e que você alcance seu objetivo também! Pode ter certeza, quando eu for aprovado farei um texto imenso sobre tudo, desde meu início até o dia de ver meu nome na lista!! Será o dia mais maravilhoso da minha vida!! Beijos.

      Curtir

  8. Olá Alexandre , acabei de descobrir seu blog por acaso e posso dizer que sua história tornou-se muito inspiradora para mim! Eu só estou começando a caminhada de vestibulando de medicina , apesar da pouca idade(18 anos) me identifique em vários pontos quando li a sua história de vida . Em 2015 foi o ano que eu me deparei com a verdade: eu não estava preparado , sempre fui mediano na escola e só agora percebi que minha base não estava muito boa , viajei várias vezes para prestar vestibulares na capital porque minha cidade pequena não tem o curso de medicina, ia pra fazer a prova e voltava, nem tinha onde descansar… Tinha a sensação que estava dando meu melhor , mas quando vi os resultados eu soube que aquilo não era meu melhor , eu não pegava muito nos livros e me distraia fácil com televisão , filmes , etc , tinha conhecimento de tudo isso e nada fiz. Mas o ENEM parecia a salvação de um ano de frustrações , só que não foi o que eu esperava , nos quatro dias de SISU passei de super animado e confiante para derrotado e sem esperança , nunca senti tanta coisa de uma só vez , podia passar em qualquer curso , menos no que eu queria.E aqui estou passando pelo momento de reflexão sobre como prosseguir ,o que fazer … E posso dizer que não fazer outra faculdade só para dizer que passei em algo foi uma grande decisão , mas a tomei pelo meu amor pela medicina , ela é insubstituível para mim ! Estou indo morar em um lugar desconhecido , cidade grande , nunca fiz cursinho antes , mas sinto que sou capaz , sou capaz de aprender o que deixei de aprender por falta de esforço , disciplina ; sinto-me capaz de enfrentar o novo e batalhar pelo meu curso ,pleo meu futuro , pois não o farei por dinheiro nem status , o amor que me move e nunca desistirei! Por fim , agradeço que você tenha esse blog pois poderá me ajudar muito tanto na parte da motivação como na dos estudos , e quero pedir umas dicas pra quem ta começando o cursinho agora como eu , um abraço!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Luis!! Muito corajoso você, sabia que as renúncias e mudanças que trazem resultados? Não há como você ver ou sentir um novo ano, se não tomar decisões, mesmo que estas sejam difíceis. Não se culpe pelo que não deu certo ano passado, pense que você tem esse ano, e está fazendo seu maior investimento, você quer realizar isso, só pense que você tem esse ano pra fazer o seu melhor. Então. O que eu diria à você neste primeiro ano de cursinho… Preste muita atenção nas aulas, seus Professores serão seus DEUSES, anote tudo que puder de forma crítica, interpretando suas anotações, esteja na sala de corpo e alma. Pergunte quando houver dúvida, participe dos plantões de dúvida. E o mais importante! Siga a famosa “AULA DADA, AULA ESTUDADA”, siga o roteiro do cursinho. O cursinho organiza tudo, só pense em estudar. Teve aulas X, Y e Z no dia? Resolva todos os exercícios das aulas X, Y e Z. Teve dificuldades? PLANTÃO DE DÚVIDAS! Faça pelo menos 2 redações por semana. E mande para correção do cursinho. Busque melhorar incansavelmente, sempre aumentando as notas. FAÇA ABSOLUTAMENTE TODOS OS SIMULADOS. Resolva algumas provas antigas ao longo do ano… Pelo menos uma prova antiga a cada 3 semanas, ou no máximo 2 por mês. Esteja no cursinho de corpo e alma. Entregue-se! Não deixe que as dificuldades que aparecerão nas matérias te bloqueie! Se você não souber algo, vá até o plantonista e nem que seja pra aprender Fração! Fala com ele! Nada de vergonha, você está lá pra aprender e vai aprender! Mantenha-se focado, se você seguir essas dicas simples, for muito disciplinado e souber buscar motivações quando estiver desanimado.. Cara! Você vai passar. Só depende de você! Entregue-se à sua missão!! Abraços e boa sorte!!

      Curtir

  9. Oi Alexandre! Eu sou a Giovanna, de Brasília, e meu sonho é fazer Medicina na UnB. Adorei o seu blog, achei as histórias maravilhosas, e me deram muito mais motivação para seguir o meu sonho. Eu acabei de sair do Ensino Médio, e vou começar um cursinho presencial mês que vem, já li as dicas sobre cursinho aqui, mas se tiver qualquer coisa para adicionar, por favor me avise pq eu estou meio insegura ainda, nunca fui para um cursinho e to com medo de perder matéria ou não estudar direito alguma coisa, não sei. Enfim, se puder me ajudar com alguma coisa seria maravilhoso (: E apesar de muitas diferenças entre a sua história e a minha, o fator “eu não consigo” foi muito forte na minha também… Durante o meu 1º e 2º ano eu falava que ia fazer medicina só para deixar a minha mãe feliz (que sempre quis um filho médico), mas com a chegada do 3º ano, eu vi que teria q começar a pensar se era isso mesmo que eu queria. No começo do ano eu fiquei extremamente confusa, não queria mais medicina de jeito nenhum, e falava para mim mesma que eu nunca realmente quis. E junto com isso veio a enorme pressão da minha mãe, que até chegou a me ignorar por 4 dias porque eu não queria mais ser médica, oq não ajudou em nada… Procurei vários cursos: engenharia biológica, engenharia biomédica, engenharia química, biomedicina, biotecnologia e vários outros sempre contornando oq eu realmente queria fazer… No meio do ano estava quase decidida que queria biotecnologia, mas ao mesmo tempo algo dentro de mim falava que não era a escolha certa, ficava noites com insônia no computador procurando sobre profissões, mercados de trabalho e etc. Até que eu olhei para mim mesma e vi que o real motivo daquilo tudo era o qual eu não queria admitir de jeito nenhum: eu estava com medo. Eu tinha medo de fracassar, eu sabia que para qualquer um desses cursos eu passaria, e era por isso que eu estava indo atrás destes, eu tinha medo de cursinho, medo da palavra reprovado, enfim, encarar o meu medo foi um grande tapa na cara para mim, reconhecer que eu estava sendo uma covarde foi muito difícil. Até que eu levantei a cabeça e falei para mim mesma que eu ia conseguir, que eu ia sentar e estudar 13 horas por dia ou mais para conseguir o meu sonho, porque eu nunca ia ser realmente feliz fazendo qualquer outra coisa. Só de pensar em ser médica eu me arrepio, meu sonho é salvar vidas o máximo de vezes que eu puder, fazer um parto, realmente fazer a diferença para o mundo e na minha vida. E foi assim que eu comecei a estudar a 3 meses do ENEM, e consegui uma média de 700 pontos, não foi bom o suficiente para passar, mas pelo menos uma base boa para esse ano eu já tenho. Voltei a estudar a 15 dias e me matriculei no cursinho ontem, o vestibular da UnB é agora em Junho e seria a melhor coisa do mundo passar e eu vou fazer de tudo para isso acontecer. Desculpa pelo texto enorme, é que eu li a sua história e a do Cleyton e cara, realmente me tocou e me deu uma vontade enorme de compartilhar a minha (que não é nada comparada a de vcs ainda) e também de conversar com você. É isso hahah Obrigada desde já, e vamooos que vaaaamos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito obrigado, Giovanna Moura!!
      O que eu teria para te dizer? Só que você não se preocupe e se coloque muita pressão. Crie o hábito de estudar no cursinho e vicie isso.. Os resultados de progresso serão bem nítidos. O que eu digo pra você ralar muito e não perder o foco é no: “Aula dada, Aula Estudada”. Se você conseguir priorizar isso, dando mais tempo pro que você tiver mais dificuldade, mas, sem deixar o que você é boa de lado, você vai muito bem!! E tem mais; não perca muito tempo com teoria, os professores preparam a aula pra vocês terem o máximo de conteúdos importantes para as questões. Parta para os exercícios direto, tentando ser independente das anotações. Só veja o conteúdo das questões que você errou. Busque sempre ser independente, o conteúdo precisa estar interiorizado em você! No dia da prova, você não poderá ver suas anotações. Então, acostume-se a ser um “conteúdo ambulante”… rs
      Boa sorte no cursinho, foco e disciplina, não precisa se acabar “13 horas de estudo”, se você mantiver a rotina no tempo em que você é ativa, independente das horas, você vai conseguir absorver o máximo! Lembre-se: qualidade é mais que quantidade e mais; é melhor saber muito de pouco, em vez, de pouco de muito.
      Boa sorte!!

      Curtir

  10. Meu nome é Eduarda, tenho 17 anos e o sonho da minha vida inteira é cursar medicina!
    Em um dos momentos mais frustrantes, no qual quase decidi entrar pra outro curso, encontrei seu a blog e todas as minhas esperanças se renovaram para que eu encarasse esse ano com determinação e ultrapassasse todos os obstáculos de cabeça erguida até conquistar a tão sonhada aprovação no vestibular! Obrigada por ter me feito sentir capaz! Seu blog entrou pra minha rotina!
    Muito sucesso pra você e mais uma vez, obrigada

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito obrigado, Eduarda Justino!!
      Eu que agradeço por você fazer parte disso! Continue focada e não dê ouvidos
      à quem não quer ver seu progresso por não conseguir nada na vida. Você é diferente e pode criar o seu caminho, só você poderá se tornar Médica, por isso, interferências externas sempre serão “coisas externas”, pois o seu rumo só pode ser tomado por você! Bons estudos e continue firme!

      Curtir

  11. Alexandre, saiba que a Medicina precisa de você. Por seus depoimentos, é evidente o quanto você tem a contribuir à Medicina e quantos pacientes esperam por sua ajuda. Sim, eles vão precisar de você e tenho certeza de que você estará lá para ajudá-los. Não se sinta, de maneira alguma, “velho”. Ao contrário, você é bastante jovem. Explico, pois não se trata de uma opinião, mas de um fato: eu conheço pessoalmente um professor da USP Pinheiros. Perguntei a ele, objetivamente, se eu sou muito velho para cursar Medicina e se, terminados os longos anos de formação, haveria mercado de trabalho para alguém tão “idoso” como eu. Ele me disse (e pareceu muito sincero) que eu nem pensasse isso e que sem dúvida alguma haverá mercado de trabalho. A maior dificuldade, segundo ele, está em passar no vestibular. Em resumo, o primeiro passo é o mais difícil (passar no vestibular). Acrescento: esse médico, professor da USP Pinheiros, estudou em escola pública no interior de São Paulo. Disse que a qualidade do ensino médio tem pouca importância e mais vale a qualidade da preparação para o vestibular. Ele se preparou através de cursinhos e passou na segunda tentativa. Na opinião dele, essa é a prova mais difícil, esse é o desafio mais doloroso de enfrentar. Ele me encorajou muito, não com palavras bonitas de apoio, mas com dados que sustentam a opinião de alguém que chegou lá e hoje é professor da Pinheiros. Imagino que talvez você queira saber a minha idade. Meu nome é Emerson, eu tenho 45 anos, e a partir de agora, sou vestibulando de Medicina. Se é fato que não é tarde para mim, que tenho 45 anos, é certeza de que não é tarde para você. Novamente, não se trata de uma opinião. Trata-se de uma informação objetiva obtida por meio de consulta a um professor doutor. E por falar em doutor, espero um dia ter a honra de ser seu colega de profissão. Fique com Deus e sucesso!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito bom, Emerson!! Adorei a objetividade e sua racionalidade. Realmente, em suas palavras fica evidente que você vai conseguir atingir seu alvo, porque não se trata de “motivação subjetiva”, você foi atrás (na verdade conhece) uma prova viva de que não é tarde. Fiquei muito contente com seu depoimento, porque isso também serve de complemento para mim, saber de um Professor Doutor da USP com uma história como essa. O Vestibular é uma etapa muito delicada, ele mexe bastante com nosso emocional, porque é a primeira vez que decidimos lutar contra nós mesmos.. Contra o nosso cansaço, contra aquela maldita “preguiça”, contra a procrastinação, contra os pensamentos negativos, e contra todos os nossos demônios internos. Só que dessa luta, saímos um pouco machucados… Sim.. rs Mas, crescemos enormemente, aprendemos coisas valiosas e nos importamos com a pessoa que inicialmente se tornou nosso maior adversário, mas que depois virou nosso maior aliado pra todas as conquistas.. Finalmente nos conquistamos, nos vencemos e nos entendemos. Adorei sua mensagem, porque veio num bom momento, e tenha certeza! Não serei apenas eu que lerei, você ajudou e encorajou muita gente. Agora eu que digo, lute com toda sua força, com garra e com estratégia. Porque a Medicina também precisa de você! Ela precisa de pessoas como nós, que lutam todos os dias pra crescer como ser humano, reconhecendo nossas limitações, mas buscando sempre superá-las, é isso que nossos pacientes querem de nós, que a gente acredite e não desista deles. Que enquanto houver esperança, não o deixemos de lado. Espero muito ver seu depoimento de aprovação, te antecipo.. Seja muito estratégico. Otimize seu tempo, e foque em alguma prova que te deixa extasiado por estar em tal instituição, mire num alvo, e vá com tudo, com estratégia afiada, que você consegue!! O pessoal não percebe que as provas são “filtros filosóficos”, elas querem determinados alunos, e por esse motivo deixam as provas armazenadas para livre acesso. Porque querem que esses alunos (que querem ter) percebam isso, e se alimentem dessa filosofia, para tê-los bem integrados ao profissional que querem formar… Vá fundo, e se precisar de mim, pode contar comigo!! Foco, Força e Café!! Futuro amigo de profissão!!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Obrigado por tão belas e incentivadoras palavras! Eu havia escrito para você e me esqueci de adicionar o seu blog aos favoritos… Erro corrigido, acabei de adicioná-lo! Apenas para complementar meu comentário anterior, continuei minha pesquisa perguntando a médicos muito bem sucedidos sobre se vale a pena ou não estudar medicina a partir de uma certa idade. Todos têm sido unânimes: vale sim! Todos responderam que o mais difícil é passar no vestibular, porém, depois disso, a idade não contará em absolutamente nada. Segundo eles, o importante é passar em uma universidade referência como a USP, UNIFESP ou UNICAMP. O último médico com quem conversei foi um cardiologista do Einstein super bem sucedido. Ele falou que seria prudente calcular 3 anos para passar. Eu percebi que esse é um prazo realista. Alguns passam antes, outros passam depois, de maneira que 3 anos de estudo integral, sério, focado, pode levar a aprovação. Portanto, Alexandre, nem pensar em desistir, hein? Força cara, você merece! Você certamente vai passar antes de mim, mas te encontrarei lá 1 ou 2 anos mais tarde! Mais uma vez, muitíssimo obrigado!

        Curtido por 1 pessoa

      2. Muito obrigado, Emerson!! E realmente, é algo estipulado, pode ser que ocorra antes, mas geralmente 3 anos é o prazo adequado. Nada de desânimo!! Quero ver seu depoimento de aprovação!! Boa sorte, planeje seus estudos com propriedade e entre de cabeça nessa maratona, que tenho certeza que você consegue!!

        Curtir

  12. Oii Alexandre,
    Gostaria de dizer que seu blog é sensacional e que sua força de vontade me encoraja muito! Sabemos que medicina não é um curso fácil para entrar e necessita de muito esforço, maturidade e força de vontade. Acompanho seu blog e seu facebook e queria dizer que você já é um vencedor, sua persistência é sem dúvidas a chave para o seu sucesso! Boa sorte e continue em busca do seu objetivo

    Curtido por 1 pessoa

  13. Alexandre parabéns pelo seu trabalho de divulgar o conhecimento.
    Voçe sabe onde posso baixar as provas ENEM 2016 PPL (salvo engano terceira aplicação).

    Qual o seu email para contato? tenho muitas dicas para quem vai prestar medicina.

    Obrigado.

    Curtido por 1 pessoa

  14. Oi Alexandre, meu nome é Andreli, mas meus amigos me chamam de Dreli ou só Deli. Após mais uma decepção com a minha nota no vestibular, horas de lágrimas de lamentação por outro ano perdido e uma imensa vontade de desistir, procurei na internet textos motivadores e acabei achando seu blog.
    Quando li a sua história na parte de conheça o autor me identifiquei muito, pois foi como se um flash back de partes da minha vida viessem a minha mente.
    Tentei medicina apenas no meu ano de vestibular e no ano seguinte depois de fazer cursinho, depois de duas tentativas fracassadas meu pai me deu um ultimato: Faça outra faculdade e tenha uma profissão, pois não tenho condições de ficar bancando uma preparação pra você de qualidade ate que você consiga passar. Na faculdade tudo foi só frustração, quando tínhamos momentos com os pacientes eu estava no céu, mas quando tinha que ir para um aquário e ficar fazendo análise de lâminas repetidas vezes lá vinha a decepção, me arrastei pelo curso e conclui para agradar meu pai. Depois do dever cumprido eu havia perdido meu pai que morreu no ano da minha formatura e me fez prometer que seguiria meu sonho e minha vocação pois ele queria que eu fosse feliz. Prometi que tentaria, mas fui acometida por um câncer e depois de um ano de luta pela cura, fui novamente em busca da realização de um sonho fiz o primeiro vestibular depois de parada as quimioterapias mais como pra ver no que eu podia melhorar, e esse ano que passou fiz pra valer mas veio novamente a decepção (me perdoe por esse texto tão longo).
    Após a leitura da sua história pude compreender que desistindo só conseguirei viver uma vida amarga e cheia de frustrações, você me deu o pontapé que eu precisava para mais uma tentativa, não sei se vou conseguir e confesso que o único que me incentivava já não está mais aqui, mas devo isso a mim e a ele (meu pai), não tem sido nada fácil eu vivo em meio a críticas e desestímulos por parte daqueles que amo, as vezes é difícil prosseguir, mas agora creio que encontrei um amigo e que em meio aos seus textos você está me apoiando na minha difícil trajetória. Espero que esse ano nós dois possamos saborear o doce sabor da vitória e calar a boca de todos aqueles que nos disseram que medicina é coisa pra rico ou que não somos bons o suficiente. Desejo que um dia possamos nos encontrar e eu possa te agradecer por ter me incentivado, pode encontrar em mim uma amiga. Obrigada por tudo e que Deus continue te abençoando.
    P.S. Sinto muito pelo texto gigante.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Andrelle!! É sério, fui tocado pelo seu depoimento. Passamos por situações muito similares. Ano passado meu avô faleceu e perdi a alegria pelas coisas da vida, fiz minhas provas desestimulado, apenas por compromisso, por ter me inscrito. Eu não estava lá. Mas, depois de muito esforço pra me motivar, decidi que deveria canalizar essa perda e esse sentimento e honrar não apenas todos os anos que levei para chegar até aqui, mas honrar a memória do meu avô, que me ensinou a cuidar das pessoas, a querer sempre ajudar e transmitir esses valores à outras pessoas através do meu sonho, do que posso fazer para ajudar os outros. É na Medicina que vejo isso possível. Agora ainda mais, pois tive que sentir a queda de uma perda tão próxima para mexer comigo, sei muito bem como você se sente e tenho certeza que também para você, esta missão agora se tornou algo ainda mais sério. O enfrentamento, a maturidade e a vontade de tornar isso real, para poder cumprir sua saga e horar a memória do seu Pai. Você também passou por muita coisa enfrentando o câncer, sério, seu depoimento foi muito forte e agradeço bastante por compartilhá-lo comigo e com quem certamente lerá, continue Andrelle! É só o que tenho à te dizer. A Medicina precisa disso, queria muito que você fosse daqui de São Paulo, vi que me adicionou no Facebook. O que te digo é que você enfrente com toda a sua seriedade e esforço esse ano, tente extrair seu máximo, dê o maior enfoque ao que te fez reprovar esse ano. Trabalhe muito suas dificuldades. Porque, sério.. Eu não percebia isso antes. Só passei a melhorar quando trabalhei muito minhas dificuldades. As nossas dificuldades são o maior apontamento dos nossos erros. E a forma como lidamos com nossos estudos também, respeite seu corpo, faça algo flexível para que você possa estudar bem, manter o que já sabe fazendo manutenção desses conhecimentos também, se dedicando mais ao que você foi mal, e tendo tempo pra cuidar da sua saúde mental e física. Sempre que precisar de alguma palavra, algum conselho de amigo, pode mandar uma mensagem no meu Facebook, eu sempre vou te responder. Então, se flexibilize. Ouça seu Pai. Você tem que lutar contra tudo, porque o que vai te fazer feliz, o que vai fazer sua missão dar certo e o que vai deixar seu Pai orgulhoso de você (ele sempre estará vivo dentro de você) é a realização do seu sonho. Ele está com Deus agora, torcendo para que você atinja seu objetivo, é o que ele mais quer. Por favor, peço sinceramente que você se empenhe, será maravilhoso quando ver você celebrando a sua aprovação! Pode ter certeza, eu quero te entrevistar quando isso acontecer. Porque você já é uma vencedora só de estar aqui e por tudo o que faz. As pessoas nos criticam, mas elas não fazem isso por mal, elas querem nos proteger, evitar nosso sofrimento e que a gente se machuque nesse mundo cruel, mas ouça Andrelle, somos como pássaros… Precisamos tentar… Correr riscos. Até conseguirmos voar. Nós sempre seremos criticados, nem sempre será para o nosso mal, mas nós somos pássaros.. E estamos saindo do ninho e buscando o nosso voo livre e independente. Para um dia ensinar outros potenciais pássaros a levantarem voo. Continue. E às pessoas que você ama, tente aos poucos provar pra elas que você está no caminho certo. Acredite! Meu próprio avô não acreditava em mim, mas nos últimos anos dele, depois de conversar muito e aos poucos ir demonstrando que eu era capaz daquilo, ele passou a me apoiar. E ele se tornou muito importante pra mim, ainda mais do que já era. Por isso senti imensamente a perda dele, e por isso te digo, nunca vai ser como antes… Você vai querer abraçá-lo pra se sentir segura.. E não vai encontrá-lo.. Mas, ele não está mais aqui fora.. Ele está dentro de você.. Você sempre vai senti-lo. Então estará protegida. A família e as pessoas que nos amam são tudo o que temos, prove aos poucos, naturalmente, que você é capaz, e aos poucos garanto… Eles virarão seus aliados! E nos momentos mais complicados eles vão dar aquela força extra que você precisava. É assim, Andrelle. Não precisa forçar nada e provar nada agora.. Apenas deixe acontecer, e aos poucos os resultados virão. Nada de pressa! Não se preocupe com o tempo, viva ele… Todos nós temos a nossa hora. E se você não desistir, a sua hora vai chegar! Te garanto. E estou torcendo imensamente por isso. É isso que me faz querer postar e continuar no Blog, sem desistir desse projeto!! São depoimentos como esse que me fazem continuar e acreditar nas pessoas.

      Curtir

  15. Achei seu blog muito incrível parabéns pela iniciativa, esse ano eu passei pela revelação que estava fazendo a faculdade errada e o medo de abandonar estava me assombrando pois, estava com 50% da minha faculdade de engenharia mecânica concluída e estava fazendo uma federal. Depois de juntar muita coragem e ver que não poderia negar minha realização pessoal eu sai da universidade e voltei aos estudo para passar num medicina. Achei excelente os dado que são encontrados aqui e vai ser de muita utilidade. Então já agradeço pelo seu esforço colocado nesse blog.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Parabéns pela coragem, Julia, para as outras pessoas, corrompidas pelos cabrestos sociais… Essa atitude seria abominável. Mas, você deu o primeiro passo pra sua aprovação! No final, as mesmas pessoas que te criticaram, vão te elogiar por não às ter ouvido. Boa sorte nessa trilha! E sucesso. Você se ouviu. Esse é o primeiro passo pra ser feliz no que você quer fazer.

      Curtir

  16. Boa tarde, amigo!

    Já passei por aqui em outras oportunidades, e vejo que o tempo passou tão rápido e eu não evolui da maneira que deveria. Li seus motivacionais e me encaixei em todos os requisitos rsrs. A faculdade federal que eu quero o corte é de 789 (ampla concorrência) e 749 (cota). Não tenho experiência em Enem, você me daria algum incentivo para que eu realmente me empenhe para buscar esse resultado e finalmente me sentir realizado por começar a fazer o que eu realmente gosto que é Medicina?

    Desde já te agradeço, amigo. Seu Diário é muito incentivador, que Deus abençoe!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Bom dia, Tulio Cesar! Então, sobre incentivo posso te dar um exemplo de mim mesmo. Eu tinha um crescimento irrisório todos os anos no Enem, desde que comecei a me preparar. Só que depois que comecei a ouvir alguns aprovados que sempre batiam na mesma tecla, dizendo que você precisa treinar provas antigas, não apenas pra saber como a prova aborda os assuntos, mas, pra trabalhar seu cérebro para o tipo de prova que fará e deixar ele mais “automático” quando for resolver essas questões… Eu tive um crescimento significativo quando fiz isso, desde então essa é minha mais potente ferramenta pra subir substancialmente em pouco tempo. Eu coloquei na cabeça que esse é meu último ano, porque pra mim já era para ter passado no início do ano. Dei realmente uma infelicidade das médias terem subido em relação ao ano anterior. E bati na trave nas listas de espera. Então, pra não depender delas, esse ano estou estudando com a mentalidade de conseguir uma vaga em ampla. O que fiz de diferente? No início do ano quase entrei no mesmo erro de seguir um cursinho online fielmente, linearmente. Meu resultado poderia ser idêntico aos outros anos, ou talvez subir só um pouco, menos que o necessário. Antes de iniciar o segundo semestre, em meados de maio (após a visita monitorada da usp) eu resolvi jogar os assuntos básicos e que não caíam com frequência para últimos em prioridade (quase todos os assuntos que estudei no início do ano, incluindo outros). E antecipei TODOS os assuntos que realmente são INCIDENTES e que eu sinto dificuldade a ponto de não conseguir começar uma questão, coloquei esses assuntos como PRIORIDADE MÁXIMA. São os primeiros assuntos a serem estudados. Hoje vejo como isso foi fundamental pra eu ter condições de resolver as provas antigas sentindo que progredi de verdade… Porque eu até estava conseguindo chegar num percentual de acertos que me dava sensação de que estou indo bem. Mas, ficava com medo quando chegavam esses assuntos. E eles são os mais importantes quando você vai fazer uma prova de verdade. Então, pra não correr riscos eu fiz isso depois de conversar com algumas pessoas da FMUSP. Isso visando FUVEST, ENEM e UNIFESP (minhas primeiras opções). Então te digo cara! Tudo depende de coragem. Eu arrisquei pra ter resultados rápidos e concretos. Saí daquele comodismo de achar que ver tudo direitinho, na linearidade, me faria passar.. Às vezes você só precisa se ouvir. Saber o que está te impedindo de conseguir sua vaga, o que está fragilizando seu desempenho. E se for isso, tal como aconteceu comigo… Já te digo, vale a pena aplicar com coragem alguma coisa que mude seu gráfico. Que faça seu desempenho subir em menos tempo, gastando menos energia (é possível, pois você direciona energia no ponto certo) e te possibilitando fazer provas antigas antes que a maioria das pessoas que CONSEGUEM fazê-las. Eu fiz minha primeira prova antiga do segundo semestre em julho, e estou mais satisfeito com o resultado (que já me colocaria na 2 fase da Fuvest) do que quando fiz no primeiro semestre. Só digo isso.. Tenha coragem pra mudar o que não estiver dando certo. E tente quebrar a linearidade do que a maioria genericamente faz sem refletir. O estudo linear conforta, dá sensação de que estamos progredindo… Mas, aprendi nesses anos que ele pode ser o maior fator de comodismo e crescimento lento, porque você prioriza tanto esse tipo de estudo burocrático, que acaba negligenciando ou não estudando os assuntos importantes (incidentes) por não sobrar tempo pelo calendário ser extremamente apertado.
      Eu não posso subir poucos pontos esse ano, por isso minha conclusão foi de que para subir ao nível da galera de ampla, preciso ser eficiente e ouvir o que tenho dificuldades. Dando importância pra isso como prioritário DESDE QUE SEJA INCIDENTE NO VESTIBULAR. Você consegue análise de incidência das provas no Grupo Exatas, mas, também consegue ver isso em outros lugares (dá uma pesquisada depois). Boa sorte cara!! Muito sucesso, e bora ser eficiente, que esse é pra ser o ÚLTIMO ANO prestando essa bagaça!!! Abraços e FACA NA CAVEIRA! ♥

      Curtir

      1. Bom dia!

        Que felicidade em mais uma vez você tirar um tempo para me responder, haha! Vou procurar resolver provas do Enem mesmo, só que em alguns dias eu luto contra o emocional, não sei porque mas vem o medo, a preocupação por já ter 23 anos e não saber por quantos anos eu vou tentar até passar, acho que esses pensamentos vem em função das dificuldades que vão se criando quando estou estudando, principalmente em “exatas” :(, nunca fui bom e parece que nunca vou conseguir aprender…

        Mas é isso! Se eu desistir, vou me arrepender lá na frente, não posso ser covarde e nem indeciso.

        Obrigado! Deus já guarda sua vaga amigo, pode ter certeza!!

        Curtido por 1 pessoa

      2. Posso demorar às vezes, mas sempre responderei!! rsrs Eu tô com 27 anos, farei 28 esse ano. Comecei a prestar focado mais ou menos com uns 22~23 anos… E estou com muita perspectiva de aprovação esse ano. Espero que você não demore tanto que nem eu!! auhsaushauhsa Desejo muito sucesso e pode ter certeza que vai acontecer. Persista, que você vai conseguir!! Abraços, futuro doctor.

        Curtir

  17. Bom dia, Alexandre parabéns pela força, coragem e prontidão nessa caminhada. Também estou nessa caminhada que não é fácil. já tenho 40 anos e estou a buscar meu sonho de ser médico. Leio todas suas reflexões e dica, fico bem mais alegre e motivado em saber que existe pessoas que estão passando por experiências parecidas. Vamos pra frente sempre que dias melhores viram.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Bom dia, Yuri Freitas!! Muito bom saber que você está determinado em realizar seu sonho! Pode ter certeza que você vai ser um médico inspirador, porque é apaixonado por isso e luta pra tornar esse sonho real. Vamos lutando do nosso jeito, guiando ativamente nossa vida que seremos o refúgio das pessoas nos momentos mais frágeis da vida, na doença. Espero em breve ver uma mensagem sua de aprovado, continue lutando e se precisar de qualquer coisa, só dar um toque!! Abraços e sucesso, futuro doctor!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s