VENCENDO AS CRISES

como-melhorar-seu-rendimento-nos-estudos-4fbd3cdd88ad2

Olá caros, quem é Vestibulando de Medicina há alguns anos sabe do que estou falando…
Quem nunca passou por isso tem meus parabéns! Ou está controlando bem a relação estudo-descanso, ou não começou a estudar em janeiro ou fevereiro. Não sei qual é seu caso, mas o normal é sentir alguns sintomas de desgaste nesse momento.
Para quem começou em janeiro ou fevereiro e está ralando bastante, sabe bem do que estou falando. Este mês de maio é um pouco delicado, é o mês do desgaste mental, dos conflitos existenciais, do medo de não passar e do acúmulo de matérias. Você não precisa ser o “expert” em organização, agilidade e eficiência para saber que há matérias que se acumulam pelo simples fato de você ter que priorizar as disciplinas de maior dificuldade. Eu sei como é isso, estou com a maior parte da minha pasta de resoluções em ordem, porém, também tenho que atrasar alguns itens para não regredir em minha dificuldade.
Geralmente os professores de cursinho alertam sobre essa “crise de maio”, eu também estou passando por ela, mas o diferencial é você saber lidar com esse momento tendo equilíbrio, não se cobrando muito e tendo muito “jogo de cintura” com a matéria acumulada. Minha dica como Vestibulando que passa por isso há 5 anos é: Apegue-se ao carinho de quem te quer bem, aceite abraços dos amigos, conselhos dos seus professores (eles são muito experientes nesses momentos), carinho da sua família, e, principalmente: não pense que você é um incapaz, pois você é capaz de tudo aquilo que buscar com convicção, a diferença de quem vence para quem desiste é a persistência e a fé! Todos terão momentos difíceis, mas só quem não aprende a apanhar e superar esses momentos que não obterão êxito. Eu sei que você que está lendo essa mensagem por ter se identificado com o título ou com a imagem está passando por isso, e eu lhe digo! É complicado ter momentos de incerteza, se culpar ou achar-se a pior pessoa do mundo só porque não conseguiu compreender a lógica de algum exercício, ou porque não entende Física bem como algumas pessoas, ou por não ter ido bem no simulado e ter que ver algumas pessoas gritando “acertei só 80” e você fez apenas 50, mas você já parou para pensar que o motivo pelo qual você esteja apresentando essas dificuldades, talvez seja o acúmulo de “cargas negativas” sobre seus pensamentos? Os pensamentos negativos causam o medo, e o medo causa um leve “susto” quando você tenta resolver algum exercício – por mais que você domine a matéria -, parece que você não dará conta porque o enunciado é longo, complexo, ou explore outros conhecimentos, e você pensa que não tem conhecimento suficiente para fechar o módulo de matemática, física, etc. E por esse acúmulo de insegurança, você acaba atrasando algumas matérias porque acha que deve estudar mais para dominar aquilo, mas lembre-se! Tudo o que foi compreendido em aula, você só terá que aprofundar o que não foi fixado na hora de aplicar o conhecimento nos exercícios, os erros serão isolados, é só trabalhar aquilo no mesmo dia e resolver de novo, se não der certo mesmo assim, faça outra coisa e retorne numa outra oportunidade naquele item com a cabeça mais leve e sem cobranças desnecessárias.
Quanto às matérias atrasadas, continue priorizando suas dificuldades e tente ao máximo aplicar o método “aula dada, aula estudada. Assim, priorize as matérias vistas no dia, após resolvê-las, vá matando os módulos atrasados! OBSERVAÇÃO: Não queira terminar os 50 exercícios de Movimento Uniformemente Variado; cara! Desencana, faça pelo menos uns 10 exercícios até pegar o raciocínio, e deixe o módulo parcialmente concluído, após fechar as matérias do dia com uma quantidade mínima de exercícios à serem realizados (uns 10 por matéria), faça o que você achar melhor, ou fecha módulos atrasados, ou se quiser, conclui os módulos do dia, mas quer uma dica de amigo? Feche as matérias atrasadas, depois, numa outra ocasião, pegue os exercícios dos módulos parcialmente fechados e resolva sem ver nenhuma teoria, para ver se você realmente aprendeu, assim você faz a tal da “Revisão Aplicada”. É importante você compreender que os exercícios precisam ser selecionados, se o professor ou o cursinho não der a lista dos mais importantes, pergunte aos monitores ou priorize você mesmo conforme os Vestibulares que você quer passar. Use seu tempo para aumentar sua eficiência, assim sobra tempo para simulados do cursinho e para resolver provas antigas do vestibular dos seus sonhos!

[EMOCIONAL] COMO VENCER O DESÂNIMO E O MEDO?
Pense que vários vestibulandos estão na mesma situação que você, muitos que iniciaram a busca pela Medicina infelizmente estão desistindo porque viram que buscar Medicina não é uma tarefa simples, pois mesmo sabendo a matéria de cor, você ainda dança em alguns exercícios, ou pior! A matéria parece não entrar de forma alguma! O que fazer? Quando estiver triste se permita parar por um momento para ver um filme que te deixe feliz, que dê esperança, converse sobre essas coisas com amigos que encontram-se na mesma situação que você, vá à lugares que deixam seu espírito livre para continuar sua jornada. Leia textos da Web de quem enfrentou os mesmos obstáculos que você, buscando sempre atentar-se ao que eles faziam nos momentos ruins. Você tem um arsenal de coisas boas à seu favor, só por estar aqui buscando melhorar como pessoa, já está um passo à frente dos seus “concorrentes externos”, e vários passos à frente do seu “eu” passado. Acredite em você e, quando for preciso: dê um tempo, respire, e volte com todo fôlego! Isso significa recarregar suas baterias emocionais, você está fazendo isso no momento certo! Assim não acumula pensamentos ruins, pois eles são reflexos pesados no fim do ano que é quando você precisa estar “sereno”, leve e com muita consciência de que você deu seu melhor o ano inteiro!
Muito obrigado aos leitores, desculpem pelo tempo que demorei para publicar algo. Lembrem-se, sou um de vocês, passo pelos mesmos problemas e também sofro por não presenciado ainda meu nome na lista dos sonhos, mas tenho certeza que assim que concluir essa jornada, terei mais encantamento ainda em provar à vocês que tudo é possível quando se acredita em um sonho e se desdobra, vencendo todos os obstáculos para renovar a fé com muita força e muito amor pela vida. Abraços!

2 comentários em “VENCENDO AS CRISES

  1. Querido Alexandre… tudo bem? Prazer, meu nome é Karen, sou de Mato Grosso e tenho 22 anos, também sou uma vestibulanda de Medicina, gostaria de compartilhar um pouco da minha situação, para que voce pudesse auxiliar-me, uma vez que é mais experiente nessa área. Há uns 3 anos venho tentando essa exaustiva saga, mas ao passar dos vestibulares, não consigo ver tanta evolução no meu desempenho, sobretudo, nesse ano, meu avô, o qual tanto convivi faleceu e fiquei, literalmente, com o emocional abalado, fazer o Enem nesse momento tão difícil foi péssimo. Além disso, não tenho o apoio do meu pai na minha busca, se fosse por ele ja estaria trabalhando,ele tem o pensamento muito arcaico a respeito dos estudos, me sinto desamparada e sem estímulos para continuar… a minha mãe e um anjo na minha vida! Por mais que ela queira me ajudar, não possui condições financeiras tão favoráveis, ainda mais com o falecimento do meu avô, obtivemos muitos gastos… farei cursinho com uma bolsa parcial que ganhei, focado para Medicina, mas se não conseguir dessa vez, penso em colocar para odontologia e por mais que não goste, vou concluir o curso e continuar tentando para Medicina, eu so queria poder ajudar minha mãe e avó mais, não aguento aquelas pessoas de fora perguntando se passei, como fui no vestibular, me sinto muito frustrada e incapaz. O que me indicaria para render os estudos e quanto a minha situação? Preciso de ajuda, estou confusa e não sei o que fazer ou não consigo enxergar, nada melhor do que um auxílio de quem passa por obstáculos. Obrigada por ouvir meu desabafo, aguardo, ansiosamente, por um retorno.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Então, Karen. Desculpa a demora, não estava acessando o Blog há alguns dias… Bom, passei por uma situação similar à sua… Também perdi meu avô. O que fiz pra voltar a raciocinar foi dar um tempo (uns dias) pra respirar… Pra pôr os pensamentos em dia. Sem ligar pra nada. Não acessei as redes sociais, não fui atrás de papo furado de parente, não fui atrás de nada. Fiquei na minha, longe de tudo… Isso é necessário pra você se autoavaliar, não precisa ser mais de 10 dias como eu fiz… rs Tira uns três dias no máximo (agora que estamos perto da volta ao cursinho). Você precisa de uns dias pra se desconectar dos problemas e refletir profundamente no que te fez reprovar nesse ano. À partir daí, comece a traçar metas voltadas para reparar possíveis erros ao longo do ano, e pra evitar que você cometa os mesmos do ano passado. Pense em como vai trabalhar seu emocional, como você vai se motivar pra estudar… Porque estudar sem motivação é um crime contra a produtividade. Você só produz se está motivada à realizar o seu sonho. Com os dias, se você não faz a manutenção da sua motivação, você vai se desestimulando aos poucos e o sonho começa a perder o significado real que te fez optar por ele. Quando você está apaixonada e vai estudar com essa motivação avassaladora, nada te freia! Você sabe exatamente o que tem que fazer e porque você está fazendo tudo isso. Os seus olhos estão na sua vaga. Então, você fará de tudo para alcançá-la! Faça a manutenção da sua motivação, não se cobre tanto (pela sua mensagem deu pra perceber que você está muito sobrecarregada); o problema é que a gente pensa que não pode errar… Mas, os últimos anos mostraram que nós somos humanos e cometemos erros, assim como muitos vestibulandos que almejam o mesmo que nós. Então, não fique pensando que “não pode passar de agora” e nenhum pensamento desse tipo. Isso só te fará criar uma pressão desnecessária e sem perceber você vai cavando a própria sepultura do seu sonho, pouco a pouco… Então, em vez de ficar pensando: “não vai passar dessa vez”, “não quero ter que responder porque não passei”, “vou entrar em outra, se dessa vez não for”… Em vez disso, tente trabalhar todos os seus eixos, e nada de decidir nada de cabeça quente! O que falta pra você – ao meu ver – (visto que está ralando há algum tempo), é a reflexão dos seus anos anteriores, traçar metas alcançáveis e principalmente, pensar num meio de equilibrar a sua vida, seja estudantil e emocional. Imagine que nossa vida seja similar à uma estrela, e que cada ponta da estrela seja um eixo vital, (trabalho, estudos, família, saúde, amizade)… Imagina se você trabalhasse só o eixo “estudos”… Sua estrela seria completamente deformada nos outros eixos… A vida é assim, Karen… Nós somos frágeis, e por mais que queiramos ser Médicos, uma figura de extrema responsabilidade, ainda precisaremos de ajuda! Então, penso que talvez o que você tenha feito de errado seja ter trabalhado poucos eixos da sua estrela… Tente equilibrar a sua vida, que o resultado virá naturalmente.. Sem pressão, sem sofrimento.. Você fará a prova com mais leveza.. O pior já te aconteceu, que foi ter perdido seu avô e desequilibrado sua vida.. Então, dê-se a oportunidade de tentar mudar.. De trazer equilíbrio pra sua vida e não sentir a necessidade de justificar nada aos outros, e só à você mesma! O resultado é seu. Não ligue para as cobranças.. Eu costumo dizer.. A única pessoa que nunca vai te abandonar, seja por “n” motivos, e que estará presente na sua vida desde quando você cria consciência dela, até o momento de deixar de existir nesse plano, é você mesma. Você vive com seus pensamentos, com suas reflexões, com decisões que terão impacto na sua vida. Então, não faz sentido sentir o peso de ter que justificar as coisas para os outros. Tente buscar uma forma de descentralizar a atenção dos outros na sua pessoa. Nem que pra isso você tenha que mudar de assunto.. Ou nem espalhar para os outros que você ainda presta Medicina. O nosso problema é que acabamos expondo muito o que estamos fazendo (mesmo que involuntariamente), e quando nos damos conta, até pessoas que nunca nos viram estão nos cobrando.. Então, seja mais privada esse ano.. Cuide dos eixos da sua estrela.. Cuide da sua saúde. Faça exercícios físicos regulares, tenha uma válvula de escape, pra sair dessa loucura que é o vestibular.. Senão você não vai aguentar… E no tempo que te sobrar pra estudar, dê o seu máximo.. Seja a melhor de você… Externe o seu máximo potencial (independente do tempo de estudos). Quando bater a desmotivação, vá no youtube e digite coisas como “aprovado em Medicina”, ou “Medicina USP”, ou “Vlog Mediários”, ou “Estudar Aqui”… Sério.. Depois desses vídeos que você encontra facilmente no youtube, você volta com fôlego máximo aos estudos!! E quanto à sua família.. Não se pressione.. Dê tempo ao tempo.. Mostre que você está empenhada através de gestos.. Eles precisam ver que você está focada e não deixou nada abalar o seu sonho.. Não force nada. Aja naturalmente… Estude, tenha equilíbrio na sua vida.. Que o resultado virá!! Beijos, qualquer coisa pode mandar msg por aqui que respondo!! Boa sorte!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s