MAIS EFICIÊNCIA NOS ESTUDOS

655x_imagemestudando3Salve, caros!! Estou aqui para atender vários pedidos sobre esse assunto. E você deve se perguntar com bastante frequência: “nossa, como irei confiar em alguém que ainda nem passou”. Essa pode ser uma das suas indagações. Acredite; ainda não passei, mas tenho muita experiência, sei bem qual é a sensação de ver todos passando e iniciando seus cursos, e ficar para trás, parado no tempo, mesmo com nota suficiente para entrar em outros cursos bem concorridos; infelizmente, adquiri tal experiência da pior forma, com os erros nos anos anteriores, ou seja, senti bastante o gosto do fracasso! Então, confie! Se você tentar assimilar o que eu digo e ADAPTAR tudo à sua complexidade de indivíduo único conhecedor das suas dificuldades, você pode otimizar muito o seu acesso na Faculdade de Medicina! E por qual motivo estou fazendo essa postagem, tentando otimizar seu acesso à Universidade? Simplesmente porque nunca tive alguém que fizesse o mesmo por mim. Tive que descobrir tudo isso sozinho. E sei que as pessoas que vão atrás dessas informações, são pessoas que lutam há um bom tempo e que provavelmente foram desiludidas em algum momento da vida, e, de repente, se veem no famoso “tudo ou nada”, precisando arriscar; desistir de vez e tentar outra coisa, ou abrir mão de tudo o que conquistaram até o momento, para batalhar por um sonho verdadeiro! E faço isso com gosto, porque não estou competindo com nenhum de vocês, só com o Alexandre de ontem!

Então, sem mais delongas! Vamos começar…

Resumos rápidos, esquemáticos, com poucas palavras…

Bom, caros. Muitos de vocês devem fazer resumos, anotações, ou até mesmo copiar tudo o que o professor passa no quadro (o que não recomendo). Quando você está em processo de aprendizado, iniciando o cursinho ou o seu ano de estudos em casa, isso é esperado. Uma dica que gostaria de deixar, é que vocês trabalhassem nos resumos objetivos de forma prioritária! Jamais em resumos densos, da apostila, da internet, nada disso! Vocês precisam fazer resumos do que vocês sabem que vão esquecer! Coisas bem esquemáticas, que force a memória de vocês gradativamente, até o conhecimento de difícil assimilação se tornar algo natural! Não adianta acumular 500 mil resumos de coisas que vocês lembram desde que estavam no colégio! Vocês precisam ter resumos que forcem a memória, não só do que vocês esquecem com facilidade, mas, principalmente (isso é muito importante), o que está no edital da prova de vocês! Para de esperar cara!! Vá atrás do edital no site da instituição que cria as provas pro vestibular que você quer passar! Seja ativo! Nada de passividade em ano de aprovação! Vai querer ficar prestando vestibular até quando? O tempo de aprovação só depende da sua vontade de fazer acontecer! Se você já está calejado… Nas provas antigas você sabe o que tem se repetido nos últimos anos! O que ajuda bastante na organização de resumos ultra objetivos, sem textos, apenas com palavras-chave, são as famosas fichas pautadas, são blocos de folhas com a textura de uma cartolina, macias, com linhas bem contrastadas, o que deixa a criação de resumos objetivos ainda mais prazerosa e organizada. Pois, são blocos pequenos. Então você pode levar na bolsa. O que aconselharia é que vocês tivessem uma rotina na leitura desses blocos, a objetividade tem que ser tanta, que em 30 segundos, no máximo, com uma passada de olhos, vocês saibam o link mental desenvolvido da matéria que estiverem vendo, como quando você entendeu esse assunto pela primeira vez! Pra vocês não se perderem, eu faço assim… Quando estou me deslocando ao trabalho, no Trem, geralmente levo uns 30 minutos até o Brás, daí, carrego apenas os bloquinhos das matérias que tive no dia. Exemplo: segunda-feira tenho Física, Sociologia e Gramática, o que faço? No Trem, vejo todos os resumos dessas matérias, desde o primeiro resumo, lembre-se! Disse que cada resumo, tem que ser tão objetivo, que você não gaste mais de 30 segundos para bater o olho e compreender tudo o que viu!! Então, veja bem como está fazendo seus resumos. A quantidade deles, vai depender das suas dificuldades e do que a sua prova cobra. Então, saiba ser flexível. Porque isso é possível. Siga os critérios de criação ditos no início desse texto. Tenho certeza que seu rendimento e sua memória irão aumentar muito e você não terá “brancos” quando tentar lembrar determinado conteúdo.

Revolver questões é o que te faz passar…

De todas as pessoas que conheci no cursinho e em todos os lugares, isso é unânime! Só passa no vestibular quem resolve muita questão! Eu só passei a aumentar minha pontuação, inclusive, na Fuvest, à partir do momento em que eu percebi que só é possível aprender, fixar a matéria definitivamente e criar corpo de resolução, quando você resolve muitas questões! Você precisa ter consciência. Não inicie das questões difíceis. Isso vai te desanimar, e você começará a criar uma rotina de procrastinação, gerada pelo insucesso nessas questões. Compreenda uma coisa. Até numa prova, se você começar pelas difíceis estará cometendo suicídio. Então, saiba enxergar e gabaritar (é muito possível) questões fáceis e médias, com muita velocidade, para sobrar tempo e tirar a diferença nas questões difíceis. O que recomendo com relação a tempo? Que você treine desde já! E como eu faço? Simples! Eu conto a quantidade de questões que tenho para resolver, multiplico por 2 para ter o tempo mínimo de resolução e depois por 3 para saber o tempo máximo, daí, dou a vida pra terminar no tempo mínimo! Exemplo: Tenho 30 questões de Física, multiplico 30 questões por 2 minutos, então, terei 60 minutos (1 hora) para resolver essas questões no mínimo, no máximo, multiplico 30 questões por 3 minutos  e terei 90 minutos (1h30min) para resolver. Então, veja… Se você resolver 30 questões no tempo mínimo, terá economizado 30 minutos, que já é o tempo que você passará tranquilamente as questões para o gabarito, sem pressa, sem erro. Resta lembrar que você pode cronometrar no relógio, ou em aplicativos. Isso tem que virar um vício para você! rs E as questões difíceis? Porra cara, pula! kkkkk Isso te dá espírito de prova. Depois, com o tempo remanescente, você pode resolver as difíceis. Daí, se mesmo assim não conseguir… Você tenta em outra oportunidade! No seu calendário tem que ter tempo extra para essas situações, daí, no tempo que era para tirar algum atraso, você tenta resolver essas questões com mais calma. Mas, o espírito é esse… Lembro no meu primeiro ano de vestibular que meu problema era conteúdo. Depois de um tempo, fui percebendo que meu maior empecilho era o tempo. Todos reclamam do tempo de prova. Se vocês treinarem desde o princípio, metodicamente, vocês terão um tempo excelente no final do ano! Lembrem-se. Nas primeiras fases, ou em provas de múltipla escolha num geral, mais importante que o próprio conteúdo, é a administração do tempo, a sua estratégia e o seu corpo de resolução (corpo de resolução é a experiência nos modelos de questões que você incorporou de tanto resolvê-las, daí, quanto maior seu corpo de resolução, menor seu tempo de ação para solucionar um problema).

Resolver provas antigas te coloca na frente dos “generalistas”…

Quando eu queria uma namorada, eu atirava para todos os lados, por esse motivo nunca consegui uma! Sei que a premissa é péssima… kkkkkkkk Mas, entendam.. Ela é verdadeira. Imagina você querer Medicina, Engenharia, Arquitetura, Direito, Astrofísica, Enfermagem, Letras… Você certamente não faria nada… Porque não saberia onde se centrar. Só teria uma definição concreta, depois de descobrir o que realmente quer. Então, isso também serve para as nossas escolhas de vestibular. Eu não vou ser tolo, prestarei todas as provas possíveis esse ano, e estou resolvendo elas. Mas, obviamente, tenho um foco principal, que é onde eu centro 90% da minha energia e empenho. É no vestibular da Fuvest. Vocês precisam ter um alvo principal. Pra dedicar mais energia e empenho nisso. Porque, é mais fácil passar numa prova que você conhece tudo, do que passar em todas que você não conhece quase nada. É o famoso “é melhor saber muito de pouco, que pouco de muito”. Então, não seja generalista. Faça todas as provas, sim! Resolva elas como simulado, sim! Mas… Tenha um alvo, onde você concentre a maior parte de si, nele! Isso já aumenta muito a sua chance de passar! Lembre do meu fracasso com as mulheres… kkkkkkk Quando eu passar, poderei aplicar o novo método sem me preocupar com o vestibular… rs

Dê-se prêmios, celebre sua vitória diária…

Vejo muita gente bocejando ao estudar, sem a mínima vontade, assistindo vídeos motivacionais e, ainda assim, bocejando eternamente… E pergunto: como seria essa pessoa na medicina? Você precisa se renovar todos os dias. Precisa comemorar, precisa se presentear!! Não adianta estudar roboticamente, como se você fosse um computador e precisasse assimilar todos os climas brasileiros, de que adianta saber todos os climas, se você não conhece as interações com o relevo, com as vegetações, com as correntes de vento, com o regime pluviométrico, com a biodiversidade… Veja! Você não tem que decorar, precisa saber relacionar os conhecimentos e ver que tudo é ciência conectada, dependente, todas elas se interagem. Não vou me alongar, você entendeu. O que queria propor, é o que faço para mim! Quando consigo adiantar conteúdo e sobra tempo, me permito assistir um filme, ver uma série, ficar um pouco mais nas redes sociais. E se estou aqui digitando isso para você, é porque fui premiado. Já que nessa madrugada teria que estudar Brasil Império, porém, como me adiantei, estou com tempo livre. Ou seja, me premiei! Isso pra mim é lazer!! rs  Claro, não é sempre que você vai usar esse tempo livre apenas com lazer, lembra? Se você estiver adiantado… Se não estiver, terá que usá-lo para tirar o atraso. Mas, naturalmente, quando você adiantar algo e conseguir finalizar seu conteúdo programado do dia, sem atraso… Comemore cara! Faça algo muito bom, presenteie-se como se estivesse dando um prêmio pra alguém que você sentiu orgulho, e quis alegrar aquela pessoa! Bom, essa pessoa é você! Então, vibre com suas vitórias diárias.

Exercícios físicos precisam fazer parte do seu plano de estudos…

Quem foi que disse que exercícios não fazem parte do seu plano de estudos? Eles possuem (na minha opinião) a maior influência no seu desempenho de aprendizado. Por que te digo isso? Porque, nesse ano que estou me exercitando regularmente, vejo que meu desempenho é tão grande, que não estou atrasado, não estou em dia, na verdade, estou adiantado! E bem adiantado! Minha previsão de conclusão dos conteúdos era em setembro, mas, mantendo o ritmo que estou, com a saúde mental, conseguirei adiantar para no mínimo Julho e máximo, Agosto. Ou seja, poderei fazer mais revisões que as previstas. Tudo isso por uma simples mudança de hábito. Eu pensava que incluir o tempo do exercício físico iria quebrar meu ritmo de estudos, e tirar o tempo de estudos. Mas, ele fez uma espécie de “autorregulação”, hoje, sou mais rápido nos exercícios, utilizo poucas horas para isso. E tudo porque tenho mais disposição, é como se meu cérebro processasse as informações com mais velocidade. E tem mais! No trem, ao ir, vejo os resumos. Mas, pra voltar, eu leio. E não pego no sono, não fico com dor de cabeça, não fico fatigado, não bocejo… Leio com vigor e muito mais rápido do que lia. Compreendendo as orações lidas com um tempo muito menor do que antes. Eu admito. Eu tinha dificuldade para interpretar leituras complexas, e demorava muito nas minhas leituras, inclusive, ano passado. Em poucos meses já deu pra notar uma evolução bem drástica. Talvez, o que também contribuiu pra isso foi o controle das redes sociais. Só entro quando finalizo minhas atividades. Não precisei (como havia planejado) desativar nada. Num ano de estudos solitários, você precisa manter o contato com os bons amigos, com sua família, com as pessoas. Essa coisa de isolamento total… Cara.. Isso só te destrói aos poucos. Você precisa saber administrar a sua vida, sem fugir das responsabilidades. Precisa de autogestão, de autossuficiência, não pode depender de medidas drásticas, que só mostrarão que você não consegue lidar com os mundos que te cercam…

Aumente a velocidade do vídeo…

Sei que é engraçado o título, mas pra quem estuda sozinho, sabe que a infinidade de vídeos que deverão ser assistidos, às vezes incomoda. E muitas vezes você até tem relativo domínio do conteúdo. Então, uma coisa que vi orientada por um YouTuber, e resolvi incorporar, e hoje pra mim é fundamental, porque otimiza muito meu tempo, é você aumentar a velocidade do player de reprodução. Eu iniciei com velocidade 1.5, hoje, na maioria dos vídeos, consigo compreender tudo na velocidade 2.0! Se quer uma indicação de player (caso tenha as vídeo-aulas baixadas), recomendo o VLC, porque ele é bem prático. No Media Player, não consegui encontrar a configuração de forma bem simples, pra aumentar a velocidade. Sério, gente! Isso foi algo revolucionário pra mim. Muito do que adiantei de conteúdo, também se deve à isso. Não pensem que só porque estou aqui dando recomendações, eu não fui atrás de novidades, eu adoro me atualizar e testar coisas que otimizem meus estudos e meu rendimento. E isso funcionou positivamente. Os cursinhos online e o YouTube dão a opção pra você aumentar a velocidade do Player.

PodCasts podem ajudar na fixação…

Então gente, pra quem leu “resumos esquemáticos” e morre de preguiça de criar, pra quem memoriza melhor por áudio… Vale a pena gravar PodCasts próprios. Daí, o esquema é o mesmo dos resumos. Nas mesmas condições. Precisam ser objetivos, com palavras chaves, com no máximo do máximo, 2 minutos de duração (recomendo 1 minuto). Daí, você ouve os PodCasts das matérias que teve no dia (desde o primeiro conteúdo). O PodCast é mais recomendado para quem se desloca bastante. Ou fica mais de 20 minutos no transporte. Daí, nesse tempo ocioso, você vai estudando a matéria, otimizando seu aprendizado e fortalecendo sinapses e até criando novas! Se você quiser, pode intercalar. Na ida, ouve os podcasts, e na volta, vê os resumos na ficha pautada. O que é estritamente importante você ter ciência, é que se for optar por esse artifício, o associe aos resumos feitos. Grave podcasts da leitura dos seus resumos!!! É bem mais prático. (Só faça isso se achar viável, é optativo, o resumo é necessário).

Músicas para vestibular como complemento dos estudos…

Eu já utilizei muito esse recurso. Inclusive, ainda hoje, ouço músicas de vestibular. Mas, não por precisar fixar determinada matéria e sim porque, infelizmente, acabei me apaixonando por essas músicas!! É como ouvir o hit do ano… Se equipara a ouvir Chico Buarque, pra mim… kkkkkk Amo a música dos fenômenos ondulatórios, lembro dos meus amigos do meu primeiro ano de cursinho, pois ouvia muito ela nessa época… Pra quem quiser, tenho as músicas todas nesse link: Músicas Para Vestibular.

Organização é a simplificação da sua aprovação…

Todos os meus amigos que passaram, até mesmo matérias que leio, sempre vejo bastante frisado o termo: organização. É impossível você ter sucesso nos estudos e no vestibular, se você vai procurar o resumo de Potencial Eletrostático, e você misturou com Funções Inorgânicas, mas lá também tem as folhas de Sintaxe, que estão grampeadas com as anotações de Cônes e Calota Esférica, mas você lembrou que além dessas, devem estar lá as folhas que você perdeu de Urbanização, eis que você perdeu até a vontade de procurar o resumo de Tecidos Vegetais… É, caro.. Tenho certeza que foi desconfortável ler isso… Até porque, desorganização nesse nível, é suicídio. Mas, saiba.. A curto prazo, não acontece. Tudo é fácil de localizar. Mas, a longo prazo.. Meu Deus!! Você não consegue encontrar nada se não for bem organizado! Por isso, eis uma dica que assimilei de um amigo meu no segundo ano de cursinho!! Pastas! Cara… São mágicas. Sabe aquelas pastinhas baratas, que você paga 1 real no mercado? Aquelas coloridas, com alguma transparência… Então. Tenha muitas delas! Olha como eu faço… Exemplo: Física, divido em 3 frentes (F1, F2 e F3). Daí, tenho três pastas. Em cada pasta, deixo um plástico para folhas sulfite, nele, coloco minhas resoluções da frente específica. E no espaço na pasta, deixo minhas folhas de anotações das aulas. Você tem pouco volume de conteúdo, porque dividiu com bastante organização tudo. Como você soube segmentar tudo, não se atrapalhará e terá um aprendizado muito otimizado. Saiba de uma coisa! Você terá muitas pastas. Mas, nunca mais se perderá! Eu uso folhas sulfite, porque tenho mais liberdade para as minhas anotações de aula!! Daí, quando vou montar o resumo, localizo tudo com a maior facilidade. E quando vou estudar algo no serviço ou na casa da minha avó, fica fácil, não carrego muita coisa! Só o conteúdo programado pro dia.

Seja realista no seu cronograma, você não é o “todo poderoso”…

Sim, estou incluso nisso. Você precisa ter um cronograma de estudos bem realista. Sabendo que você pode adoecer, pode atrasar matéria, pode ter mais dificuldade em determinado assunto. Por isso, quando for montar seu cronograma e calendário, leve em consideração tudo isso! Toda a sua humanidade. Porque, você terá um cronograma que quando estiver com um rendimento abaixo, poderá segui-lo sem se auto-mutilar, sem virar um zumbi ou um eterno bocejador. Você precisa ser realista. Se conhecer. Quando for montar o calendário, veja por exemplo “bom, levarei mais tempo em funções, então, darei mais dias; em potenciação consigo finalizar em um dia, então, vou agilizar”. Isso se chama flexibilidade e autoconhecimento. Você não pode jogar as matérias, nos dias, sem levar em consideração essas peculiaridades! Cara.. Só pra Dinâmica, você precisará de um bom tempo pra fechar todo o conteúdo, dominando! Não digo, com conhecimento meia boca, eu me refiro, a domínio! O que te faz gabaritar ou chegar muito perto disso! Então, lembre-se dessas singularidades quando for montar seu cronograma e calendário. O cronograma não pode ser muito remendado, precisa ser objetivo e prático! Eu só estudo três matérias por dia! Por que? Sei que dou conta, mesmo quando estiver num dia ruim. Ou seja. Reconheço minha humanidade! O máximo que vejo como a quantidade pra dar pra render, são quatro matérias por dia, mais que isso, é um quase suicídio! Então, pra solucionar isso, reduza a quantidade de matérias no dia, e aumente a semana. Em vez de estudar de segunda a sexta quatro matérias, estude três matérias por dia, de segunda a sábado. Domingo, faça prova, e depois descanse como um bebê. Se quer fazer mais provas, nos dias extras no seu calendário, quando não quiser descansar ao adiantar conteúdo, use-os com as provas, e use as provas também na revisão! Seja flexível. Tenha jogo de cintura. Seja maleável.

Considerações Finais

Bom, caros. Espero que essas dicas ajudem vocês a otimizar os estudos e agilizar o processo de aprovação! Porque, um ano voa! E se a gente não voar junto dele, não teremos a visão do gavião, tampouco, a precisão do topo de cadeia para caçar, não seremos um Leão. Então, foco gente! Não brinquem com a vida de vocês. Assumam a responsabilidade, administrem a vida de vocês, deem a cara à bater e estejam lá nos momentos difíceis. Vocês viverão um ano difícil com vocês mesmos, mas aprenderão que só vocês podem tornar isso real. Tenham seriedade com o sonho de vocês! Abraços e sucesso!!