O que o V.D.M. anda fazendo?

Salve, caríssimos! Tudo bem com vocês?
Uma imagem, antes de iniciarmos uma breve e agradável conversa:
frase-nunca-deixe-que-lhe-digam-que-nao-vale-a-pena-acreditar-no-sonho-que-se-tem-ou-que-seus-planos-renato-russo-114097
Voltando ao nosso bate-papo.. rs
Desculpem a demora nas publicações, a vida não está fácil… (vocês sabem disso) … rs
Muitas coisas estão acontecendo, coisas boas e coisas ruins… Vi que o BLOG ultrapassou os 100 mil acessos, fico muito contente em ver que ele é uma ferramenta útil, seja de descompressão, suporte, materiais, etc…
Atualmente estou estudando muito, – como vocês -, ando extremamente cansado, “arrastando-me para as férias”, não vejo a hora delas chegarem, descansarei muito pelo menos dois dias, sem nenhuma atividade. Após isso, farei minhas revisões e tirarei alguns atrasos (ponderadamente), lembrem-se! Férias são mais para descanso que para estudo! Senão, quando retornarmos, o regresso será algo muito provável. É preciso saber equilibrar sua rotina de estudos e descanso nas férias! Mas deixarei isso para uma publicação especial, quando eu entrar de férias ou um pouco antes, farei uma postagem de como se organizar, estudar e render (descansando adequadamente) durante as férias…

MINHAS DIFICULDADES ATUAIS:

Atualmente, estou tendo alguns problemas com a falta de tempo e o cansaço. Perdi um pouco a produtividade do início do ano, – mas isso era algo previsto -. O que eu fiz para compensar? Me dediquei mais nas minhas dificuldades, em cálculos. Apesar de não ter os problemas que tinha antes com exatas, eu priorizo bastante, já que as outras disciplinas eu sempre vou bem. Mas, calma lá! Eu não parei de estudar as outras! (risos), apenas tenho um tempo menor para aprofundá-las, e parto muitas vezes para aplicação, prestando imensa atenção na aula e fazendo um “paralelo de novos conhecimentos”, isso nada mais é que comparar algumas novidades com o que eu já conheço, e sem nenhum esforço, a informação é guardada em meu cérebro. Como assim, Alê? Não me obrigo a “decorar” nada, eu sou muito curioso, por isso, acabo guardando involuntariamente. Além disso, quando você ama a disciplina é mais fácil aprender. Se você não ama, comece a amar! Compreendendo a importância desta para a evolução da nossa civilização, não limite-se à um “simples conhecimento de vestibular”, vá além! Você é capaz! Depois mostro-lhes o cronograma que fiz para priorizar todas as matérias, obviamente, com mais dias para as exatas. O cansaço é algo que estou vencendo; quando exausto, prefiro descansar e depois retomo minhas atividades. Uma coisa importante, eu fiquei sem fazer redações uns dois meses (excesso de exercícios), o que eu fiz para recuperar o atraso de forma inteligente? Simples, faço duas redações por semana. Quando sobra tempo, faço três. Redação é algo importante, galera! Não fiquem “bitolados” apenas nas exatas, lembrem-se que Redação é desclassificatória! Vocês podem gabaritar tudo, se zerarem ou tiverem a nota abaixo da mínima na Redação, já era!

DIAS DIFÍCEIS, COMO LIDEI COM ISSO?

Vocês muitas vezes pensam que só por eu vir aqui dar orientações e ajudá-los, sou tão experiente a ponto de não sentir nenhuma espécie de dificuldade ou tristeza. Calma, gente! Antes de tudo, por mais “piegas” que pareça, sou um ser humano como vocês, sofro, tenho problemas, e na maioria das vezes (sim, maioria) estou cansado. Devo lembrá-los que trabalho de madrugada, durmo pouquíssimo, estudo até no serviço, fico quase o dia todo no cursinho, e faço várias outras coisas, fora as frustrações cotidianas que passamos…
Bom, como me recuperei dos dias ruins? Os meses mais complicados para mim foram o mês de maio e junho. Em maio, tive uma série de problemas existenciais (sim, isso acontece), para “driblar” isso, eu me apeguei ao carinho da minha família, amigos, e a minha Fé. Quando eu ficava triste por não ter rendido em alguma matéria, (parecia que eu não sabia nada), parava minhas atividades e buscava uma leitura ou vídeo que me confortasse. Várias vezes assisti vídeos de pessoas que alcançaram seus sonhos, li depoimentos, conversei com algumas pessoas, não me retraí, procurei tirar essa tristeza de dentro de mim, de alguma forma. Quando nada disso funcionava, eu tomava meu café, ouvia Chico Buarque, e ponhava-me à dormir (desculpa, precisava citar Chico) rs… Outra coisa, filmes também são muito bons para distrair sua mente, e depois fortalecer sua retomada nos estudos. Semana passada mesmo, eu estava muito cansado e desanimado, no serviço (onde eu também estudo), não estudei! Assisti todos os filmes de Jornada nas Estrelas “Star Trek”, foram maravilhosos, ainda vi vários conceitos científicos (involuntariamente), que na minha infância jamais entenderia, e fui vendo tudo o que tinha escondido de Física e Astrofísica por trás da trama! Isso foi maravilhoso, me deu muito impulso e “sede” de estudar e entender esse universo lindo! Saibam escolher o filme, galera! Ele deve te “colocar pra cima”…

CONSIDERAÇÕES:

O diálogo foi curto, mas se vocês quiserem prolongá-lo, me adicionem no Facebook! (alexandre.alvees@hotmail.com). Atualmente, estou solteiro (às garotas)…rsrs
Mantenham-se firmes, galera! Continuem batalhando, eu sei que os dias parecem um sofrimento infinito enquanto não alcançamos nosso sonho. Mas querem saber? Não deixem os “externos” dizerem que vocês não estão vivendo, vocês estão! Estão vivendo o sonho de vocês de olhos abertos, muito próximos de realizarem o maior sonho de suas vidas! Quem não vive, gosta de tentar “tirar a sua vida”, só porque você está caminhando, sem parar nos obstáculos, cada vez mais próximo da realização! Viver não é só “curtir”, viver é abraçar a vida, enfrentar todos os desafios sem medo de errar! Pois no final, o acerto virá!  Abraços, amados! Estava com saudades de vocês!

ESTRATÉGIAS: Quando devo mudar as minhas?

Salve, Futuros Médicos! Antes de iniciar o texto, reflitam…

E-NA-C~1
Bom, decidi criar essa postagem, pois atualmente, eu mesmo tive problemas com esse tópico! Devo ou não mudar minhas estratégias? E outra! Quando devo ter certeza de que é hora de mudar as estratégias vigentes? Essas são dúvidas frequentes, pois quando iniciamos um método, sofremos da tal “acomodação”, e pensamos que só ele dará certo até o final do ano. É aí que estamos enganados! Acreditem, sempre temos que mudar as estratégias (QUE NÃO ESTÃO DANDO CERTO)!

• Primeiro sinal de alerta:

Você chegou a perceber que o rendimento nos estudos caiu? Se você gosta de ler tudo antes de resolver as questões da apostila, tome cuidado! Perceba se você não está enganando seu cérebro e achando que entendeu tudo. Tente forçar a memória! Quando for resolver os exercícios da matéria que você teve aula, vá direto para os Tarefas, não perca tempo desnecessário com teoria (antes de mensurar seu conhecimento), o que você errou e tinha certeza que sua resposta seria a certa, ou ficou naquela de “eliminar” as alternativas, estude esse tópico isolado, pois falta “maturar” ou “amadurecer” esse conhecimento.
Muitas vezes nos “gabamos” numa questão difícil, mas acontece que sabíamos um pouco do assunto, o que possibilitou eliminar itens, e deixou a questão certa “de bandeja”, essa estratégia é muito boa, porém, na primeira fase! Na segunda fase, ou provas discursivas, você precisará do conhecimento aprofundado e não terá mais alternativas para “gabar-se”, o negócio ficou sério! (risos). Por isso sempre digo, acertar de 75 à 80 num simulado não quer dizer dominar a matéria, isso significa que você têm uma estratégia muito boa para primeiras fases e que está dando certo! Nesse caso, continue. Mas saiba se isso está acontecendo nas provas discursivas! Se você vai bem nas de múltipla escolha e nas discursivas, mantenha a técnica, pois está dando certo! Se você vai bem nas de múltipla escolha, e mal nas dissertativas, mantenha a estratégia na primeira e mude seu método nas discursivas. Se você tem dificuldade nas duas modalidades, veja como pode fazer para melhorar isso, é hora de ser radical enquanto há tempo! Minha dica seria: Tenha um dia ou algumas horas da semana reservados apenas para resolver provas! Faça isso até o fim do ano! Resolva as provas que você prioriza, e pegue um “jeitão” de fazer provas, isso vai ser de suma relevância para os Vestibulares, e ao longo dos próximos simulados, sua média subirá!

• Como devo mudar meu cronograma sem afetar o que está dando certo?

Você deve ficar receoso de tomar essa atitude, pois em algumas matérias está tendo um desempenho satisfatório, no entanto, em outras… Fica sempre repetindo mentalmente: “tenho que tomar uma atitude”,  “no próximo simulado melhoro”, “vou trabalhar esse problema”, e quando se dá conta, está fazendo tudinho da mesma forma, indo bem em algumas matérias e nas outras “quase” abrindo mão de estudá-las… E sabe o que é pior? São essas matérias que vão te atormentar nas provas! Isso é experiência própria, não é uma “praga” (risos). Não deixe as matérias que você é bom de lado, estude elas da forma mais inteligente possível, com agilidade e com uma frequência idêntica às matérias que você tem dificuldade, obviamente, com pouco tempo gasto, como assim Alexandre?! Você é louco? Não, não sou. Sei bem do que estou alertando, até o que você domina deve ser cultivado! Senão, além da possibilidade de errar no que você tem dificuldade, você poderá cair nas “pegadinhas” que você tanto está acostumado, no que você enxerga na matéria dominada! Para otimizar sua agilidade não porca tempo lendo teorias desnecessárias das matérias dominadas, basta prestar atenção na aula, anotar só o que for necessário, e partir para os exercícios, você perceberá que os fará com muita velocidade! Minha dica: Não perca tempo com exercícios monótonos e que não acrescentam “bagagem”, faça os cascutos, mas sempre controlando o tempo.
Sim! Falei tanto, e no final não respondi  o tópico! kkkkkk (primeira vez que uso essa risada). Bom, nas matérias que você está produzinho pouco, obtenha mais tempo para elas! E como disponibilizar esse tempo, Alexandre? Se estou “tropeçando” em matérias atrasadas! Se você leu atentamente, notará que a resposta foi implícita, mas eu vou retomá-la enfatizando o que é importante: monitore seu tempo nas matérias fáceis! (que você domina), não deixe-as de lado, só seja mais ágil nelas. Nessa altura do campeonato, você deve ter notado, (seja em simulados, resoluções da apostila, etc) que nessas matérias você sempre resolve com mais agilidade, é aí que você tem que aproveitar! Resolva no mínimo (5 à 8 exercícios) do que você tem muita facilidade! Você não vai esquecê-las, por isso, o nível dos exercícios tem que ser elevado, para compensar os “monótonos” que você abrirá mão de resolver. Sempre que concluir a matéria tenha um roteiro (geralmente da apostila) risque ele com marca-texto, para dar ideia de conclusão e melhorar sua organização, além disso, essa atitude te alivia, dá a sensação de “dever cumprido”. Para saber se o nível das questões que você deverá resolver é bom, geralmente esses exercícios são da (FUVEST, UNICAMP, UNIFESP, FGV, MACKENZIE, PUC, AFA, Olimpíada Paulista de Física, etc). O nível das questões desses vestibulares é bem elevado, te ajudará a filtrar o que é mais elaborado para diminuir o número de questões à serem resolvidas. Se você não souber filtrar, peça ajuda aos professores e monitores do cursinho. Se você tem algum Vestibular de preferência, melhor! Resolva os exercícios dele (que aparecem na apostila). Se não aparecem, dedique-se à ele nas provas que você terá que fazer durante a semana, para treinar seu Vestibular! Tenha toda semana um tempinho só pra resolver exercícios da prova que você quer passar, isso te colocará à frente de muitos candidatos! Fazendo isso, você notará que sobrará tempo para se dedicar no que você tem mais dificuldade, e talvez ainda sobre para outras coisas, como aumentar o número de redações, leituras obrigatórias, ciclos literários (análise das obras obrigatórias), e até para lazer! Sei que parece um sonho, mas se você se organizar dessa forma, nem adianta reclamar! Você conseguirá voltar ao equilíbrio do início do ano! Esse é o momento de crescer e deixar as lamentações de lado, você precisa aumentar a confiança em si, e traçar metas para sempre se superar até a superação trazer sua aprovação!

• Estudo por prioridades (Tópico para quem tem certeza de onde quer passar)

Se você já decidiu a Universidade dos seus sonhos, assim como eu decidi. Esse tópico te ajudará, além de ser uma luz, ele te poupará muito tempo perdido com “desespero desnecessário”, quando você sabe onde quer entrar, fica mais fácil traçar metas e cumprí-las. Nesse caso, você tem algumas opções: imprimir as provas dos (pelo menos) 5 últimos anos, veja o que se repete nessas provas, tenha elas como provas à serem resolvidas até o final do ano, obviamente, você repetirá várias delas, assim você pode imprimir as mais antigas se preferir (imprima segundas fases também), até, de fato “viciar” no modelo de prova da instituição que você quer fazer parte, isso é importante, pois dessa forma você sabe o que a Universidade espera e cobra dos seus candidatos, isso fica transparente até nos temas de Redação. Antes de começar a resolver as provas semanalmente, você deve fazer esse levantamento, ver o que é mais incidente (que se repete com o passar dos anos), isso significa que você deverá se aprofundar mais nesses assuntos! Está vendo? Tirei um peso das suas costas! Não percebeu ainda? Cara! Você agora sabe o que estudar, sabe onde precisa centralizar suas atenções, onde tem que insistir até a matéria “entrar”. Isso fará você resolver os exercícios que seu cursinho cobra, sem ter que fazer 90 exercícios até memorizar uma coisa que certamente não estará na sua prova! Desse modo, você faz apenas uns 5 à 8 exercícios dessas matérias, pra fechar o módulo e entender, e depois perde mais tempo com que deve ser DOMINADO! Se você quer continuar perdendo tempo com coisas desnecessárias, tudo bem. O tempo e a estratégia é de cada um, mas saiba! O maior índice dos aprovados, e bem classificados, são formados por Vestibulandos que foram atrás da ideologia explícita nas provas, ou seja, foram atrás de provas antigas! Desde que eu comecei a treinar focado na Universidade dos meus sonhos, melhorei muito meu desempenho, afinal, a instituição que eu quero (USP-Pinheiros), é muito difícil, a prova é – talvez -, a segunda mais difícil do País, pois o ITA é a mais difícil, entretanto, avaliando o quesito “Medicina”, ela é a mais difícil, certamente! Por isso, acabo indo bem, por consequência, em outros Vestibulares, como o próprio ENEM, minha nota está numa reta crescente (coeficiente angular positivo) kkkkk… Sei que a piada não foi legal, mas é didática! rs
Então é isso, se você está focado, vai ficar desperdiçando seu tempo com o que não vai “atormentar” sua prova? Bom, a decisão é sua, isso terá um impacto positivo ou negativo, dependendo de como você irá aplicar essa dica! Se for aplicar, seja incisivo, não deixe-se cair na tentação da “procrastinação”, ela sempre tenta nos atormentar!

• CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES:

Espero que o texto tenha sido de suma importância aos Vestibulandos que precisam de ajuda nesse momento, eu tive alguns problemas, estamos juntos nessa! Precisei refletir minha condição, meus resultados e minhas metas. Vi que estava me cobrando muito, saibam se vocês não estão abusando das cobranças, e indo além do que vocês, de fato, darão conta! Isso é importante, pode complicar o desempenho de vocês e causar uma desistência abrupta e inesperada (se não houver certeza desse sonho). Outra coisa, vi no canal de uma moça, ela tem uma conta no Youtube (Caroline Araújo), ela é Vestibulanda de Medicina também, e está ralando há um tempo como muitos daqui, achei bem interessante a iniciativa dela, depois vejo o canal e deixo o Link para quem se manifestar, é sobre uma questão delicada e que só quem é Vestibulando há pelo menos mais de 2 anos sabe como é essa sensação. Nunca pensei em comentar isso, mas é legal só para trazer conscientização… Todos nós (eu em meu 5º Ano), já fomos marinheiros de primeira viagem, todos nós iniciamos a busca desse sonho, quantos de nós já não nos pegamos nessa situação ao depararmo-nos com um veterano: “nossa, ele está tentando há tanto tempo, acho que comigo será diferente”, realmente, pode ser diferente! Sem querer desanimar ninguém, eu pensei que seria mais fácil, e estou aqui em minha quinta tentativa, porém, mais firme e convicto que nunca. Claro, algumas pessoas passam de primeira e nem levam tanto tempo, porém, a maioria dos casos, como é o de grande público que segue meu BLOG, o negócio não é tão fácil assim! É preciso determinação, tempo e paciência para não surtar, fora várias situações desconfortáveis “você está envelhecendo”, e blá, blá, blá. Assuntos manjados por nós. O intuito disso, é dizer para você que está começando e vê um veterano com “olhos de ser melhor”, ou “reprovação” o achando incapaz, repense suas atitudes. Não estou moralizando, apenas digo, em vez de vê-lo como alguém que fracassou, saiba que ele tem muito mais caminho percorrido que você, busque aliança, é o que eu faço! Só porque estou em meu 5º ano, não sou melhor que ninguém, mas uma coisa posso afirmar com convicção: tenho muita experiência. O meu intuito é transmitir minha experiência para quem está iniciando não cometer os erros que cometi e antecipar a entrada na tão sonhada Medicina, além disso, muitos de vocês são geniais, assim também retenho bons exemplos pela observação no cursinho, o Vestibulando é o um ser muito criativo. Desculpem-me pelo alerta, é que passei por algumas situações desconfortáveis, mas isso é algo importante, o respeito tem que ser recíproco, isso não envolve apenas o novato, mas também veterano que pensa que domina tudo. Devemos nos respeitar, e buscar sempre alianças saudáveis, o intuito é passar para ter amigos de profissão, não começar uma “antropofagia egoísta” desculpem o termo esdrúxulo. Esse é um tema delicado, por isso, busquei a melhor forma para enfatizar essa questão. Espero que vocês tenham compreendido da melhor forma a mensagem, sem interpretar de forma equivocada, todos merecem respeito, desfrutem de tudo o que o BLOG pode proporcionar de experiência, de materiais, e, concomitantemente, de apoio ao Vestibulando de Medicina! Estamos juntos, caros. Nós somos nossos próprios inimigos. Sendo assim, que tal derrotarmo-nos?! Abraços, estava morrendo de saudades, continuem firmes que nossa hora vai chegar!