Sentimentos de um VDM com alguns anos de experiência

Falta pouco, continue!
Falta pouco, continue!

É difícil ser Vestibulando de Medicina, levantar todos os dias sabendo que você deve dar seu máximo, ser o melhor, fazer o melhor, lutar contra os melhores e vencer o sono, a tristeza, os fracassos… Além disso, lidar com tantas emoções, especialmente quando se está prestando Vestibular de dois, três, quatro, cinco, seis, sete ou oito anos, não importa, parece que nunca vamos chegar lá. Mas saiba, caro, todos temos o nosso tempo. Não é mentira o que diz na letra do Renato Russo “temos nosso próprio tempo”, realmente temos! Se você estava procurando um motivo para não desistir, saiba que tem vários. Você enfrentou os preconceitos dos seus próprios familiares para acreditar na Medicina, fez seu primeiro vestibular, insuficiente, com uma nota tão baixa, que pensou em largar tudo, pois jamais chegaria perto daqueles “monstros” que ralaram como você está ralando agora, eles passaram, deixaram lugares vagos, serão ocupados pela sua persistência, eles tinham seu respectivo tempo, assim como você tem o seu. Veja, sua força é tão grande, que mesmo quando pensa em desistir, algo dentro de você, uma voz baixinha diz: “não posso fazer isso”, “tenho que continuar”. Ouça essa voz, ela é a consciência dos seus esforços, do filme que você viveu até hoje, lembre-se do dia em que você não sabia fazer coisas básicas como lembro do meu, eu não sabia fazer regra de três, não sabia fazer Equação do 2º Grau, não sabia fazer exercícios de cinemática, de quantidade de movimento, opa, espera! Para tudo! Vocês perceberam algo? Como minhas dificuldades mudaram de nível? Isso é progresso! Nossas dificuldades mudam no passar do tempo de estudos, acreditem. Vocês têm muitos conhecimentos, aposto que muitos até corrigem textos que faço (risos), como eu sempre disse, não sou Machado de Assis na escrita, tampouco, Chico Buarque na expressividade, mas faço de tudo para vocês sentirem cada palavra. É, gente… Os anos voam, parece que foi ontem que eu era aquele garotinho inseguro, pensando que eu era incapaz de conseguir algo desse porte, que acreditava nas pessoas que diziam que “medicina é coisa de rico”, que parava de estudar só porque alguém me dizia que é perda de tempo, que deveria só “trabalhar” e parar de ser “vagabundo”… Mas vejam, vocês trocariam suas experiências para voltarem ao passado? Quando vocês não conseguiam enfrentar nada, apenas assimilar o pessimismo alheio? Eu não faria isso nunca! Vocês são “calejados”, verdadeiros guerreiros, prontos para qualquer obstáculo. Mesmo que o desânimo surja – e vai surgir sempre -, vocês são fortes, encontram o mínimo motivo, tiram forças de onde nem sabiam que existia, e, conseguem grandes triunfos! Sim, amigos. São grandes triunfos, eu ainda não passei, mas considero ter acumulado muito conhecimento, não é a demanda que eu preciso, mas está próximo disso. Não é apenas conhecimento, a guerra de prova ensina muito, quando tomamos uma pancada dolorosa, quando sofremos calados sem ninguém fazer o mínimo esforço para nos compreender, quando soltamos nosso grito abafado pelo mundo, quase sem forças para continuar, algo em nós vira uma imensa árvore, com raiz, com todo o passado plantado, com muito nutriente e crescendo gradativamente, firme, sólido, e forte, esses somos nós. Vocês, amantes de botânica (risos), os poucos que conseguem aprender essa disciplina tão odiada por muitos, podem pensar na evolução das plantas. Pense nas plantas avasculares, as Briófitas, elas eram limitadas, não conseguiam conquistar definitivamente um ambiente mais rico para sobreviver e propagar sua espécie, daí a adaptação e, sugiram então as Pteridófitas, já com uma evolução, elas podiam transportar nutrientes sem a lerdeza e improdutividade das Briófitas, por seus vasos condutores de seiva, mas havia um problema. Não conseguiam a reprodução se não houvesse água, elas tinham essa limitação para que seus gametas gerassem descendentes, foi então que houve uma revolução, surgiram as Gimnospermas, o grupo das Criptógamas (gametas escondidos), perderam espaço para as Fanerógamas (gametas expostos), foi então que a primeira grande evolução, as Gimnospermas, começaram a ter a dispersão de sementes como arma de sobrevivência, mas ainda era limitado, já que tinha só o vento como aliado, eis que surge a grande evolução, a planta dominadora, com todas as adaptações passadas, mas com um imenso avanço, flores, sementes, e, fruto. A revolução das Angiospermas foi tão imensa, que ela domina todos os ambientes que conhecemos, dispersão pelo vento, por insetos, por aves, por morcegos, meu Deus! Que avanço, isso perpetuou sua espécie e trouxe o êxito na vida dessas plantas, que fizeram de tudo para não serem extintas. Qual minha intenção com essa história? Não, não era te ensinar botânica, com certeza. Era para você ver, caro Vestibulando de Medicina, às vezes precisamos aprender a nos adaptar, evoluir, criar ferramentas (conhecimento, técnicas, agilidade, emocional, amor pela vida, maturidade) absolutamente, todas as armas para perpetuarmos nossa passagem pela terra e não extinguirmos nosso sonho pela Medicina. Perpetuarmos? Mas morremos… Sim, perpetuarmos! Sabe, estamos aqui nesse mundo para deixar um pouquinho de nós para todos, contaminarmos esse mundo de amor, deixar nossa marca nisso tudo, nossas adaptações passarão para outros, assim como as plantas mais avançadas hoje, evoluíram e conseguiram herdar todas as fortalezas dos vegetais mais antigos, desde as algas e, conquistaram definitivamente o ambiente terrestre, mas como fizeram isso? Com o tempo. No tempo delas. Talvez não foi o exemplo mais lindo, mas se os vegetais foram tão importantes, sem conseguirem caminhar, por serem organismos sésseis, porque nós, caros, com toda essa vivacidade, livres, com uma vida inteira pela frente e habilidades para lutar, devemos desistir? Bobagem, não é?! Continuem acreditando, os dias podem ser difíceis, chatos, repetitivos; você pode estar cansado de ter novamente a mesma aula de trovadorismo pela 4ª vez, ouvir pela quarta vez aquela piada do seu professor que não muda, ver novas turmas iniciando os cursinhos com as pessoas de perfis tão iguais aos outros anos, dizendo que querem Medicina, olhando você com ódio e pensando que você é um “inimigo”, querendo gritar ao mundo com o “ego” sufocando o próprio “cérebro” que está tentando Medicina e domina tudo, mentindo resultados dos simulados e depois prestando qualquer outro curso, vendo as mesmas perguntas, as mesmas queixas, os mesmos pesares “ano que vem você passa”, aquela frase dita por alguém que você sabe, torce para te ver repetir novamente para dizer que avisou; apesar de todas essas velhas historinhas conhecidas por nós, – sem nos gabarmos, por favor -, estamos aqui, firmes! Por isso, não pense em desistir, poucos são os que continuam após tanto tempo, poucos como você! Quando você desiste, cada dia glorioso por conseguir aprender algo novo é apagado, cada comemoração por não ter desistido é extinta, e, cada desafio futuro torna-se uma derrota por antecedência. Não morra em sua própria vida, mantenha a chama da vida acesa em seu “miocárdio”. Estamos aqui para tornarmo-nos cães farejadores por um jeito de salvar as pessoas, viemos à esse diálogo por um bem maior, a vida, somos sinônimo de esperança. Claro, alguns pensam que é excesso de altruísmo, há um sentimento de busca pela ascensão, não vou mentir que não há, mas essa realização é mais que isso, é poder fazer seu melhor sem esperar retorno – esperar um agradecimento, vai…-, mas, estar ali para dar esperança à alguém que você nem conhece, mas salvaria como a pessoa que você mais ama. A derrota no vestibular é pequena comparada com as vidas que você pode transformar, portanto, pense bem no que você diz para si. Alimente sua alma de coisas boas, e quando a tristeza vier lhe incomodar, dê à sua alma esperança, estou aqui para ajudá-lo nisso! Assim como, vários blogueiros e vários aprovados deixam o depoimento para vocês verem que é possível chegar lá, mesmo com tanta dificuldade, e há muita dificuldade! Você venceu muitas batalhas, a guerra está próxima de terminar, levante a cabeça, abandone a tristeza e olhe para a Medicina, à partir disso, siga em frente, caminhe olhando seu alvo, como diria Thomas Edward Lawrence, “Todos os homens sonham, mas não da mesma forma. Os que sonham de noite, nos recessos poeirentos das suas mentes, acordam de manhã para verem que tudo, afinal, não passava de vaidade. Mas os que sonham acordados, esses são homens perigosos, pois realizam os seus sonhos de olhos abertos, tornando-os possíveis.”
É mais fácil saber o que precisamos melhorar quando temos certeza do que queremos para o resto de nossa vida! Se não se apaixonou ainda, apaixone-se loucamente pela Medicina! Agora, após ter chegado aqui, orgulhe-se, muitos se perderam durante a leitura, não viram significado algum nessas palavras, até deixaram de seguir o Blog, mas você, que chegou até a última palavra desse texto, tem toda a minha admiração.
Espero que ajude vocês, sigam o Blog, pois sempre hei de postar assuntos aleatórios e que fortaleçam muito sua preparação para a batalha final. Abraços, caros.

Alexandre Alves Porfirio Vieira.

DE VOLTA AO CURSINHO… DESSA VEZ PARA PASSAR!!

1784880-3169-atm14
Você passará por isso! Acredite.

É bem complicado ler esse título sem pensar: mais um ano de muita luta! Sim, caros. Muita luta!
Àqueles que estão começando, lutem! É possível. Aos que já irão para o 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º ano de cursinho, estamos juntos nessa! Esse será meu 5º ano. É importante que você não se sinta um lixo, você fez seu melhor e eu sei disso! Se não tivesse feito, não estaria lendo essa postagem. Bom, devo parabenizá-lo, poucos são os que lutam insistentemente por tanto tempo, tantas são as adversidades, problemas financeiros, emocionais, familiares, etc. Muitos potenciais de desistência, mas, apesar de “clichê”, você sabe: o que vem fácil, vai fácil… Portanto, continue seu enfrentamento, seu adversário poderoso está no espelho, derrote-o, humilhe-o, enalteça sua arquitetura construída com muito suor, sofrimento, lágrimas, angústias; hoje você é poderoso, apanhar não dói como antes, tropeçar te ensinou muito, medo de cair? Se você tivesse isso, não teria enfrentado tudo para continuar acreditando! Você sabe que está próximo de alcançar seu maior alvo: a aprovação. Continue caminhando, não é legal ter que enfrentar mais um ano, mas sinta-se aliviado, você é um dos poucos que está lutando pela sua felicidade, pelo seu sonho! Fazendo isso, você está vivendo! A vida está dentro de você. Tire todo proveito deste ano, corrija seus erros no ano anterior, veja as provas que fez, será que seu problema é conteúdo? Talvez não. Aprenda a se monitorar, treine suas estratégias e armas de guerra.
Eu irei prestar vestibular pela 5ª vez, obviamente, não prestava os mais difíceis antes, nem era tão focado como hoje, mas vejam: eu aprendi muito nesses anos. Quando eu for aprovado detalharei tudo para vocês, todos os meus resultados baixíssimos, até os atuais, sólidos, que crescem de forma real, representando meu conhecimento e estratégias acumuladas e que estão prestes a trazer minha aprovação.
Eu estava devendo uma postagem à vocês, não estas de materiais, provas, etc. Uma que vocês pudessem sentir minhas palavras, meus sentimentos, meu amor pela medicina. Só peço um favor à vocês, todos, independente do tempo, da profissão – já que alguns membros são de outras áreas, esse favor é pequeno, mas enorme na transformação e impacto: nunca tirem as esperanças de alguém! Não faça com que o sonho das pessoas morra, não importa se a derrota trouxe um pessimismo provisório à vocês, todos nós temos o direito de sonhar, lembram? Temos o privilégio de escolher, temos o livre arbítrio como aliado, mas somos escravos dele… Isso traz angústia quando não estamos decididos, mas eu sei que vocês, futuros médicos, que lutarão para dar esperança de vida aos futuros pacientes e farão os familiares acreditarem que terão as pessoas que mais amam protegidas pelo seu zelo, só cultivarão esperança! Imagina se você estivesse começando, com dúvidas, indagações, medo, e alguém chegasse e dissesse: “você nunca conseguirá medicina, jamais, em toda minha vida vi alguém com o seu perfil conseguir, desista, vá fazer algo nas suas condições”.  Já pensou nisso? Obviamente, foi bem pessimista, imagina então uma pessoa com esse “ânimo” tentando amparar os familiares ou seu paciente? É isso que vocês querem? Eu repudio quem faz isso, não gosto de pessoas assim, retribuo com indiferença. Por favor, imploro que não sejam assim!
Desculpem ter fugido um pouco do nosso assunto central, mas é importante falar de esperança, já que essa é a nossa força-motriz.
Faça diferente esse ano, sei que o tema incerne-se no cursinho, mas vocês que estudarão sozinhos têm toda a minha admiração! Eu cheguei a planejar estudar sozinho esse ano, mas eu preciso do cursinho por um motivo, o ambiente. Eu gosto de estudar sozinho, faço isso no serviço – sim, em meu trabalho -, no cursinho e em casa. Vejam como é a minha rotina, não se assustem! Sou muito adaptado e tive minhas melhores médias seguindo esse modelo: meu turno é de madrugada das (24h00 às 05h20), trabalho com contas médicas e autorização hospitalar em área administrativa, não, eu não trabalho em hospital e meu trabalho é extremamente parado, o que facilita meus estudos aqui, além de poder publicar para vocês durante a madrugada em tempos ociosos. Já fiz estágios como Técnico de Enfermagem, mas desisti do curso para me dedicar ao vestibular de medicina. Após o serviço, chego em casa 06h30 e no máximo 07h00 já estou dormindo, acordo umas 10h40 e tomo um café reforçado até 11h00, faço exercícios físicos até umas 11h40. De 12h40 até 13h20, antecipo os assuntos (leitura prévia) que o professor aplicará no dia, depois fico no reforço de medicina das 13h30 às 14h40 e das 15h00 às 18h50, o Extensivo. Depois disso, das 19h00 às 22h20 faço a famosa dica: “AULA DADA, AULA ESTUDADA”… No serviço das 24h00 às 04h00, faço mais exercícios da FUVEST, e das 04h00 às 05h20 dou uma boa cochilada… (risos)
No sábado e domingo, vocês podem ver no cronograma que eu sigo…
Podem ficar tranquilos, a rotina é puxada, mas é produtiva, tenho o corpo e a mente adaptados, consigo dormir poucas horas sem sentir desgaste, mas se eu estou cansado abro mão de tudo pra descansar. Não tentem fazer extravagâncias, é importante saber como e quanto tempo vocês conseguem produzir, lembrem-se: engana-se quem diz que deve-se ter um padrão de tempo para dormir, ora! Vocês farão medicina, sabem bem que organismos diferentes reagem de formas alheias ao ambiente e às condições, conheçam o corpo e o sono de vocês! (risos)
Vejam a imagem do cronograma que sigo abaixo:
Sem título
É importante salientar que independente de como serão seus horários, suas necessidades, seu tempo disponível; vocês devem estudar todos os dias, e produzirem, mesmo que estudem menos num dia ou outro! O que eu faço quando não estou rendendo? Paro, vou descansar. No dia seguinte volto com força total, com muito “sangue nos olhos”. Saibam onde vocês querem chegar, não adianta estudar de forma perdida. Eu já cheguei a estudar 14 horas por dia quando não trabalhava, produzia bem, mas hoje estou melhor! Estou sentindo mais minha aprovação, estou apaixonado e ciente do que quero pro resto da minha vida. Saibam como vocês rendem melhor.
É importante ter consciência se você aprende mais assistindo aulas, resolvendo exercícios, um misto dos dois, não importa! Só descubra isso o quanto antes e vá sem medo! O medo impede que você tenha um voo longínquo, tenha a visão de uma águia e voe como tal!
Na segunda, retornarei às atividades mais intensas – o Cursinho -, aos que se perguntam qual cursinho: farei Objetivo novamente, foi o melhor cursinho que fiz – Unidade Santo André SP -, eu retomei sozinho os estudos no início do mês para habituar meu cérebro, acostumar meu corpo, – incluí os exercícios físicos -, esses são novidade, mas a tabela tem poucos ajustes. Tenha em mente que você começará a todo vapor. Mas uma dica minha, não abuse muito das suas condições físicas, respeite o seu corpo e pense no seu cérebro. Eu não seria um exemplo de quem descansa e respeita o cérebro, mas vocês sentem por mim? Não. Por isso, descubra profundamente o que te faz bem nesses quesitos. Descanse também, não se cobre em excesso! Vibre a cada questão complexa executada com êxito, mas comemore como louco, quando você aprender de verdade tudo aquilo que te fez perder pontos nos vestibulares passados! Você já terá ultrapassado vários adversários, dentre eles, você mesmo!
Agradeço muito aos que chegaram até aqui, peço-lhes desculpas por imprecisões ou prolongamento desnecessário de algum assunto. Desejo-lhes um ano maravilhoso, com muita saúde, muito progresso, e, glória! Vejam onde estamos, vocês avançaram muito, sinto que muitos não passaram por alguns pontos,- como foi meu caso. Mas deixemos esse insucesso para trás, atentando-nos apenas no aspecto produtivo e emocional para trabalharmos intensamente isso! Esse ano é nosso! Quem está começando, acredite! Vá com muita calma, e abrace com muito entusiasmo as instruções dos professores, e, especialmente, as dicas de quem está nessa batalha há anos e de quem passou! Extraiam tudo o que for importante para seus projetos! No desânimo, sempre busquem uma motivação, eu sempre estarei aqui para apoiá-los e compartilhar minhas experiências vividas e vistas, vocês terão um grande amigo à quem poderão recorrer! Abraços. FOCO, FORÇA e muito CAFÉ!!!

Por favor, inscrevam-se no BLOG! É fácil, basta clicar em “SEGUIR”, digitar o e-mail e confirmar. Assim, vocês farão parte dessa corrente e ficarão por dentro de todo o nosso universo: medicina. Abraços, caros!!

MÚSICAS PARA VESTIBULAR (FÍSICA, BIOLOGIA e LITERATURA) – Download Liberado

Olá caros, eu tinha uma página com as músicas que foram deletadas de todas as fontes da WEB, porém, como tenho elas salvas em meu computador, resolvi zipá-las e mandá-las à meu Google Drive e Dropbox (duas fontes). Notifico-lhes, desta forma não perderemos nosso arquivo! O Blog está repleto de materiais exclusivos, específicos para quem quer Medicina, quem não é de Medicina também pode acessar os arquivos.
O arquivo encontra-se nesse link abaixo, a página fixa tem a seguinte “aba”: Materiais Específicos/ Músicas [Vestibular]. Desculpem  por não ter liberado antes, está bem corrido, mas estamos juntos nessa!! Vamos com tudo rumo à APROVAÇÃO!!!

MÚSICAS PARA VESTIBULAR -(DOWNLOAD) – [ Google Drive ]

TODAS SALVAS EM (PASTAS) para Facilitar o Download, a pasta está zipada em formato RAR, se vocês não tiverem programa para extrair, é só clicar no link do WinRAR.
OBS: Salvei todas no meu Google Drive, assim não perderemos nosso arquivo!!

 

Prepare-se para esse dia!!
Prepare-se para esse dia!!
 

As músicas para vestibular são ferramentas conhecidas por poucos! Não é apenas pelo fator “memorização”, mas também pela dinâmica com a matéria, posso lhes afirmar com plena convicção! Sempre foram úteis e eu nunca abandonei essas ferramentas. Divirtam-se estudando e aprendam como nunca!  Abraços.

 

ÁREA ENEM – PROVAS DO ENEM – 1998 à 2015 (organizadas em pastas)

Olá caros, disponibilizo aqui (TODAS AS PROVAS DO ENEM) de 1998 à 2015 (Última Prova), aqui vocês encontram as provas sem a “demarcação da resposta” como vocês encontram no site do ENEM, isso atrapalha muito, quem é Vestibulando de Medicina sabe como é importante uma prova limpinha, sem a resposta, para testarmos nossos conhecimentos. As provas estão divididas e minuciosamente organizadas, com a pasta das provas, dos gabaritos e das resoluções do Objetivo, tudo muito organizado para facilitar o estudo de vocês. Essas provas são em sua maioria (digitalizadas) mas de alta qualidade de imagem, todas em PDF; para vocês baixarem o arquivo completo basta clicar no link:
PROVAS – ENEM (1998 á 2015) – Download

Quando conseguirem abrir, vocês irão para meu google drive, lá é só clicar no canto superior numa “seta” apontando para baixo, e baixar o arquivo completo, ele tem 280 MB, muito específico e completo, vocês não encontrarão nada tão organizado na WEB, eu procurei, não encontrei, então criei este para vocês, com as pastas bem organizadas. OBS: para “extrair” os arquivos, é necessário baixar o WinRar (mais recomendado), se você não tiver um programa para extrair é só clicar no link do (WinRar), você será direcionado para página de download.
ENEM
Abraços, bons estudos!

Link direto da “aba” Área ENEM:
https://diariodovestibulandodemedicina.wordpress.com/area-enem/

Explicando o projeto (Área ENEM)…
Da mesma forma que criei a “Área Fuvest”, estou disponibilizando uma “aba” específica para “Área ENEM”, pois sei que muitos vestibulandos de Medicina não fazem Fuvest, e, por conseguinte, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) cresceu e “absorveu” muitas Universidades Federais de grande renome para seu processo seletivo, o Sistema de Seleção Unificado (SISU), os que ainda resistem, como a Unifesp, por exemplo, utilizam para algumas vagas como (MEDICINA) o sistema Misto, onde a primeira fase eliminatória e obrigatória é o ENEM e a segunda fase é a prova elaborada pela Unifesp, na nota é incluso o resultado do ENEM desconsiderando o TRI (Teoria de Resposta ao ITEM) e desconsiderando a Redação, numa média aritmética simples com as médias conquistadas na primeira prova da segunda fase (Português, Inglês e Redação) e na segunda prova da segunda fase (Matemática, Física, Biologia e Química – todas discursivas). Dei apenas um exemplo do processo misto para vocês, mas isso apenas para ressaltar a importância e relevância que o ENEM conquistou. Eu irei disponibilizar os arquivos para compartilhamento (download) todos da minha página do Google Drive, deixarei aberto ao público, assim não haverão problemas para baixar. Estou fazendo isso, pois alguns arquivos que compartilhei tiveram a página excluída, assim não teremos problemas com perdas de materiais.

EXTENSÃO DO BLOG (NOTÍCIAS) Atualidades

Olá caros, não se assustem! O blog “Diário do Vestibulando de Medicina” continua firme e a todo vapor.
Hoje o motivo dessa postagem é que criei uma extensão do blog (Blog Notícia | Diário do Vestibulando de Medicina), o intuito é aprimorar o conhecimento de vocês, filtrando as melhores e mais importantes notícias para o vestibular de medicina, poupando tempo e integrando vocês sobre tudo o que pode aparecer nas provas.
OBS: Já tem uma atualidade importante para o Vestibular!
Espero que gostem!
Link: https://blognoticiadiariodovestibulandodemedicina.wordpress.com/Sem título

LINK ORIGEM:
https://diariodovestibulandodemedicina.wordpress.com/blog-noticia-atualidades/



 

PRIMEIRA POSTAGEM:

Uma notícia para se comemorar!
Parabéns aos alunos do ITA, mas atentem-se às questões de atualidades, pois pode aparecer em alguma introdução de questão interdisciplinar ou quem sabe uma de Física de Gravitação Universal. Alguma aposta? (risos)

Sem delongas, vamos à notícia…

Alunos do ITA põem em órbita satélite produzido em São José dos Campos, SP

Equipamento foi lançado de Estação Espacial Internacional nesta quinta (5).
Objetivo do trabalho foi capacitar profissionais para fabricação de satélites.

Satélite Cubesat AESP-14 foi desenvolvido por alunos do ITA. (Foto: Reprodução/ Youtube)
O Satélite Cubesat AESP-14 foi desenvolvido por alunos do ITA por três anos.
(Foto: Reprodução/ Youtube)

O primeiro satélite de pequeno porte integralmente desenvolvido no Brasil foi colocado em órbita nesta quinta-feira (5) a partir da Estação Espacial Internacional. O modelo foi produzido em uma parceria entre o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), ambos em São José dos Campos (SP).

O modem do equipamento batizado de ‘cubesat Aesp-14’ vai transmitir dados na frequência de rádio amador. Para efeito prático, o objetivo da produção do satélite foi capacitar mão de obra para a fabricação destes equipamentos no país e ter um modelo embrião para outras plataformas. A Agência Espacial Brasileira (AEB) investiu R$ 250 mil no desenvolvimento do satélite.

O idealizador do projeto e pesquisador do Inpe, Geilson Loureiro, explicou que todas as fases até a construção do satélite foram propostas como disciplinas dentro do curso de graduação de engenharia aeroespacial do ITA, uma das mais conceituadas escolas de engenharia do país.

“No início de 2012 os alunos receberam a missão e, a partir daí passaram pelo desenvolvimento do sistema,  projeto, documentação, até a montagem do equipamento, além de testes finais que foram realizados em dezembro de 2014”, afirmou. O trabalho contou com a participação de oito alunos dos cursos de graduação e pós graduação.

Com as dimensões de um cubo, o satélite tem 10 centímetros nas laterais e pesa cerca de 700 gramas. A vida útil do equipamento é de cerca de três meses, período em que a comunidade radioamadora vai receber aleatoriamente a sequência de 100 arquivos armazenados digitalmente.

A Agência Espacial Brasileira (AEB) investiu R$ 250 mil no desenvolvimento do satélite. (Foto: Divulgação/ITA)
A Agência Espacial Brasileira (AEB) investiu R$ 250 mil no satélite.
(Foto: Divulgação/ITA)

SINAL
Qualquer estação poderá receber o sinal, desde que opere na mesma frequência de recepção – o experimento vai ser testado por integrantes do Clube de Radioamadores de Americana (SP) . As imagens que serão enviadas são relacionadas às áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática. O cubesat vai operar na frequência de 437.600 MHz e transmitirá informações com uma taxa de 9600 bps padrão G3RUH na modulação GFSK.

O lançamento do satélite ao espaço aconteceu a partir de uma base espacial no Japão no começo de janeiro, mas o equipamento ficou na estação espacial até ter autorização para ser lançado em órbita. “Do solo enviamos para estação espacial no começo de janeiro, mas só conseguimos lança-lo hoje em órbita porque estávamos dependendo de um registro especial de telecomunicações, que autoriza a emissão de radiofrequência”, explicou Lídia Hissae Shibuya Sato, pequisadora e colaboradora do projeto.

FONTE:
https://blognoticiadiariodovestibulandodemedicina.wordpress.com/2015/02/06/alunos-do-ita-poem-em-orbita-satelite-produzido-em-sao-jose-sp/